KPOP

Youtuber acusa integrantes de grupos de Kpop de terem bulimia

Fãs do grupo de Kpop BTS revoltaram-se contra comportamento e vídeo do youtuber Orochi e o denunciam por xenofobia

Daniel Ferreira
Daniel Ferreira
Publicado em 14/04/2020 às 9:04
Notícia
INSTAGRAM/@OROCHIPEDRO/REPRODUÇÃO
O YOUTUBER OROCHI CAUSOU REVOLTA NAS REDES APÓS COMENTÁRIOS SOBRE HÁBITOS DOS ASTROS DO KPOP - FOTO: INSTAGRAM/@OROCHIPEDRO/REPRODUÇÃO
Leitura:

A semana mal começou mas, na manhã desta segunda-feira (13), o primeiro cancelado já foi escolhido. O youtuber Pedro Orochi, que conta com mais de 2 milhões de inscritos, causou polêmica e mexeu com uma das comunidades mais assíduas nas redes sociais: os fãs de Kpop. Em um vídeo publicado, Orochi acusa em determinado momento, sem provas, que os artistas de Kpop e digital influencers sofrem com bulimia, um grave transtorno alimentar. Um dos problemas, porém, foi o fato dele ter usado a foto de um dos integrantes do grupo mais popular, o BTS, referindo-se a eles de forma pejorativa. "O Xong Long do BTS, ele vomita o almoço dele. Ele come 10 gramas de arroz por refeição, ele não tem uma vida normal, assim como metade das pessoas do Instagram, que ficam: 'uau, meus peitos incríveis, eu sou incrível'", acusou.

Não é a primeira vez que o nome de Orochi entrou nos assuntos mais comentados do Twitter, envolvido em polêmicas. Em prints que circulam na rede, o youtuber fez piadas envolvendo pedofilia e foi severamente repreendido. Mensagens como “Sexo é igual andar de bicicleta, algumas pessoas aprendem com o pai” e “Sexo oral já é sexo. Preliminar é sequestrar a criança" são algumas atribuídas ao jovem.

Mas nesse caso, a revolta por parte dos fãs foi tanta, que o vídeo já possui traduções em inglês e espanhol. Além, um grupo decidiu enviar denúncias formais à agência que administra a carreira do BTS, a Big Hit Entertainment. A empresa disponibiliza um canal para que situações desse tipo sejam relatadas. Em alguns casos, ela entra com medidas legais contra os autores das difamações.

Os artistas coreanos pintam uma imagem de perfeição e, para isso, são submetidos a um treinamento de anos, dietas rigorosas e procedimentos cirúrgicos. A integrante do grupo feminino Red Velvet, Seulgi, costuma se alimentar apenas de leite enquanto está promovendo os álbuns. A cantora IU ingere apenas maçãs para manter-se magra para as câmeras. Hyuna, ex-integrante do grupo 4Minute, que além de seguir carreira solo já atuou no videoclipe do sucesso Gangnam Style, postou em sua conta do Instagram uma de suas refeições. Na foto, a artista compara a quantidade de comida na marmita com a palma de sua mão. A publicação, com a legenda "Eu preciso comer muitas coisas deliciosas" causou polêmica e, apesar das críticas, não foi apagada.

Corpos esbeltos são aclamados em todo o mundo, mas na Coreia do Sul, um dos países que lidera no quesito intervenções cirúrgicas, são essenciais para figuras públicas. Os artistas são extremamente pressionados a manterem-se magros e exalarem perfeição. O problema é que, muitas vezes, eles chegam a passar mal durante as apresentações. Num vídeo que conta com mais de 6 milhões de visualizações, Seolhyun, membro do AOA, ameaça vomitar ao finalizar a apresentação da música Like a Cat.

Num lugar em que filhas recebem como presente de aniversário cirurgias plásticas, a imagem idealizada está cada vez mais inacessível. Resta-nos buscar maneiras corretas e didáticas de abordar o assunto, causando polêmica positivamente. Apesar do deboche explícito e a visível falta de conhecimento, o vídeo protagonizado por Orochi trouxe um tópico que há muito tempo precisa ser debatido.

Comentários

Últimas notícias