ARTES PLÁSTICAS

Artista plástico olindense Zé Som morre aos 69 anos

Tendo Olinda como tema essencial em sua arte, ele deixou mais de 50 mil quadros, pintados usando somente as mãos

JC
JC
Publicado em 02/07/2020 às 23:10
Notícia
MAÍRA CORREIA/PMO
Em razão do falecimento de Zé Som, Olinda decretou luto por três dias - FOTO: MAÍRA CORREIA/PMO
Leitura:

O artista plástico olindense José Carlos Sarmento, conhecido como Zé Som, morreu aos 69 anos, nesta quinta-feira (2), no Recife. Tendo Olinda como tema essencial em sua arte, ele deixou mais de 50 mil quadros, pintados usando somente as mãos.

Zé Som estava internado em um hospital da capital desde o início da semana por complicações decorrentes de uma infecção. Por volta das 22h40 desta quinta (2), o local de sepultamento do artista plástico ainda não havia sido definido.

MAÍRA CORREIA/PMO
Zé Som em seu ateliê, localizado em Olinda - MAÍRA CORREIA/PMO

Uma das filhas do pintor, a assistente social Shiva Sarmento, diz que o carinho dos que admiravam o pai é o que está confortando a família no momento de dor. "É uma perda enquanto pai e, profissionalmente, enquanto artista. Ele era muito animado, positivo e reconhecido. Isso é muito gratificante para a gente, saber que ele produziu mais de 50 mil obras que estão espalhadas pelo mundo todo. Ele se reconhecia na arte. Tem muita gente vindo na porta de casa, ligando, é o que conforta. Estávamos na esperança de uma recuperação, ele sempre foi muito ativo, ia fazer 70 anos no dia 29", relata.

O artista deixa seis filhos, sete netos e a esposa, Maria da Conceição Sarmento.

Luto em Olinda

Em razão do falecimento de Zé Som, o prefeito de Olinda, Professor Lupércio (Solidariedade), decretou luto oficial de três dias na cidade.

"Aos 69 anos, ele deixa um legado de 50 anos de trabalhos que refletiam a nossa gente, nossa região e a nossa cultura. Como olindense, Zé Som carregou essa essência desde o nascimento para as suas mais de 50 mil obras espalhadas por todos os continentes. Um artista plural, conhecido ainda por usar os dedos para expressar sua arte na pintura", diz trecho de nota divulgada pela prefeitura.

MAÍRA CORREIA/PMO
Zé Som em seu ateliê, localizado em Olinda - FOTO:MAÍRA CORREIA/PMO

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias