Negócio Encerrado

Luciano Huck desfaz sociedade na rede de restaurantes Madero

O apresentador e empresário Luciano Huck vendeu sua participação ao sócio Junior Durski, com quem já tinha divergido publicamente sobre a necessidade do isolamento na pandemia

Rostand Tiago
Rostand Tiago
Publicado em 06/07/2020 às 11:53
Notícia
DIVULGAÇÃO
Luciano Huck e a bicicleta - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

O apresentador Luciano Huck não tem mais ações na rede de restaurantes Madero, na qual estabelecia uma sociedade com o empresário Junior Durski, que agora é sócio majoritário. Por meio de uma nota divulgada ao portal UOL, a assessoria de imprensa de Huck confirmou a dissolução da sociedade. "Luciano Huck, por meio da Joa Investimentos S/A, controlada por ele, comunica que deixa, a partir desta data, de ser acionista do Madero, tendo alienado a totalidade de sua participação societária para o fundador" Junior Durski.

Os dois agora ex-sócios passaram por um momento de divergência público ainda no começo do isolamento social, em março. Durski, simpatizante do governo Bolsonaro, criticou as medidas de fechamento da economia, afirmando que não se poderia parar "por conta de 5 mil pessoas que vão morrer", tentando estabelecer comparações com outras mortes, como as por assassinato, na casa das 57 mil pessoas, segundo o empresário. O númerto de mortes por covid-19 atualmente passa das 60 mil.

No dia seguinte, Huck, que tem publicizado um discurso ligado a política e é apontado como um possível candidato presidencial, usou suas redes sociais para falar sobre o assunto, sem citar Durski. "A lógica da economia e dos negócios nesse momento, ou deiax os interesses materiais imediatos de lado e enxerga o coletivo de forma coerente com o quee dizem a ciência e os exemplos do passado, ou é equivocada e desumana", afirmou. Ele ainda apontou que é normal ter divergências com o "número expressivo de sócios" que acumulou ao longo da vida.

Durski chegou também a comentar a divergência, afirmando que não precisava estar alinhado ao parceiro de negócios. "Somos sócios e pensamos diferente do ponto de vista político", afirmou o empresário em entrevistada para a Folha de São Paulo.

Comentários

Últimas notícias