Sociedade

Gilberto Gil diz que teve 'encontro proveitoso' com secretário de Cultura

Por videoconferência, cantor se reuniu com outros representantes da música para reunião com Mário Frias

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 21/08/2020 às 18:56
INSTAGRAM/@GILBERTOGIL/REPRODUÇÃO
O cantor Gilberto Gil participou de uma reunião virtual com o secretário de Cultura, Mário Frias - FOTO: INSTAGRAM/@GILBERTOGIL/REPRODUÇÃO
Leitura:

O cantor Gilberto Gil participou por Zoom de uma reunião na quarta-feira (19), com o secretário de Cultura do governo Jair Bolsonaro, Mário Frias. Ele estava ao lado de Zé Fortes, empresário dos Paralamas do Sucesso, Fabio Almeida, de Ivete Sangalo, e mais Milton Nascimento, a presidente do Ecad, Isabel Amorim, o presidente da União Brasileira dos Compositores, Marcelo Castelo Branco, Leninha Brandão, Flora Gil, Frejat e Paula Fernandes.

>> 'Ali comecei a notar o racismo', diz Gilberto Gil sobre adolescência

>> Trio Nordestino presta uma homenagem a Gilberto Gil

>> Aquele Abraço foi feita por Gilberto Gil a caminho do exílio

O STF vai analisar em plenário, a pedido na ministra Rosa Weber, duas ações contra a medida provisória (MP) que extinguiu neste ano a cobrança de direitos autorais sobre a execução de músicas em quartos de hotel e cabines de navios. Editada pelo presidente Jair Bolsonaro, a MP 907/19 altera dispositivos da Lei 9 610/1998 para que estes estabelecimentos deixem de pagar direitos autorais das músicas que tocam nesses ambientes. Os artistas e os autores das obras protestam contra a medida.

RESUMO DO ENCONTRO

Apesar de a reunião não trazer nenhum fato concreto para a questão, Gil diz em um texto enviado por sua assessoria de imprensa ao Estadão que "ao final, foi um encontro proveitoso":

"A reunião havia sido originalmente solicitada pelo Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição do Direito Autoral) ao ministro do Turismo (Marcelo Álvaro Antônio). A pauta: o projeto de lei a ser votado na Câmara dos Deputados, relativo ao pagamento de direitos autorais em quartos de hotéis. Sendo o setor hoteleiro um interessado direto no assunto e afeto ao turismo, julgou-se pertinente tratar da questão com a pasta do Turismo. Acredito que o ministro tenha achado conveniente envolver a Secretaria de Cultura, com seu titular Mário Frias, dado tratar-se de assunto que, por outro lado, envolvia também diretamente a área cultural. O secretário acabou sendo solicitado a nos receber. Nos recebeu, solicitamente, com dois assessores ao lado, e por uma hora conversou conosco, anotando nossas demandas e apontando o fato de que não dependia dele a solução objetiva do problema em foco, já que o projeto de lei em questão se tratava de um assunto do Congresso, uma iniciativa de um grupo de deputados, em sintonia com o setor hoteleiro e outros - cultos, cerimônias e eventos religiosos, hospitais, clínicas, meios de transporte, academias de ginástica - interessados na isenção do pagamento de direitos autorais. A reunião da qual participamos, representantes do ECAD, da UBC, autores e empresários de músicos e intérpretes, ocorreu normalmente. A nossa intenção foi abrir um canal de diálogo com a Secretaria e o Ministério e o nosso sentimento, ao final, foi de um encontro proveitoso. Gilberto Gil."

Comentários

Últimas notícias