Televisão

Stanley Gusman, apresentador da TV Alterosa, morre em decorrência da covid-19 após minimizar doença

Pouco mais de vinte dias depois de falar contra o isolamento social, o apresentador morreu em decorrência da covid-19

Agência Estado
Agência Estado
Publicado em 11/01/2021 às 16:02
Notícia

Reprodução / TV Alterosa
Stanley Gusman tinha 49 anos e comandava o programa Alterosa Alerta, da TV Alterosa - FOTO: Reprodução / TV Alterosa
Leitura:
O jornalista Stanley Gusman morreu, aos 49 anos, na noite deste domingo, 10, por causa de complicações da covid-19. Ele era apresentador da TV Alterosa, afiliada do SBT, em Minas Gerais, e estava internado com quadro grave do novo coronavírus em uma UTI do Hospital Villa da Serra, em Belo Horizonte. O apresentador teve teste confirmado para covid-19 um pouco antes do réveillon e foi levado ao hospital no dia 4 de janeiro.
Stanleu Gusman comandava o programa policial Alterosa Alerta há quatro anos. Após a licença médica, a atração estava sendo apresentada por Ricardo Carlini, gerente de jornalismo da emissora, e o repórter Pablo Tiago.
Discordância com isolamento
No dia 18 de dezembro, o apresentador publicou nas redes sociais um trecho da coletiva com o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, que pediu para que as pessoas tomassem cuidado com as festas de fim de ano e ficassem alerta por causa do novo coronavírus: "Cuidado para você não matar seu pai, seu amigo, sua mãe, você não passar o último Natal com a sua família". De braços cruzados após a exibição da reportagem, Stanley declarou que não concordava com o prefeito: "Eu não concordo com o senhor. Eu vou visitar meu pai, vou visitar minha mãe e não vou matá-los. Acho um desrespeito o senhor falar isso", declarou. Pouco mais de vinte dias depois, o apresentador morreu em decorrência da covid-19.
 

Últimas notícias