Música

Fête de la Musique no Brasil conta com shows de Linn da Quebrada e outros artistas

Evento é promovido pela Embaixada Francesa e Coquetel Molotov, no dia 21 de junho

Márcio Bastos
Márcio Bastos
Publicado em 21/06/2021 às 9:16
Notícia
INSTAGRAM/REPRODUÇÃO
VOZ Linn da Quebrada, que está com trabalho novo no ar, é uma das atrações do evento - FOTO: INSTAGRAM/REPRODUÇÃO
Leitura:

Na França, a Fête de la Musique já é uma instituição aguardada no calendário artístico. Desde 1982, acontece sempre no solstício de verão, celebrando a estação com música e cultura. Este ano, a Embaixada Francesa e a rede de Alianças Francesas no Brasil se uniram à equipe pernambucana do Coquetel Molotov para promover uma edição especial, com tempero franco-brasileiro, que acontece dia 21 de junho, às 19h, com transmissão nos canais do YouTube do Coquetel Molotov e da Aliança Francesa Brasil.

Tradicionalmente, a festa acontece nas ruas, mas, este ano, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a produção optou por conceber um documentário especial sobre as relações musicais entre Brasil e França. Estrelado por L’Homme Statue - duo formado por Loïc Koutana, franco-africano radicado em nosso país, e o DJ e produtor brasileiro Zopelar - o filme é dirigido por Olivia Lang e tem produção criativa de Rodrigo de Carvalho.

Na obra audiovisual, são reunidas entrevistas, performances e números musicais de artistas brasileiros, como Linn da Quebrada, uma das principais vozes da comunidade LGBTQIA+ no Brasil, que recentemente lançou a canção I Míssil, de seu próximo álbum, Trava Línguas, e Yndi da Silva. O documentário traz também a cantora Laure Briard e a fotógrafa e DJ Thí-Léa.

“Espelhando as Festas Juninas, que acontecem também anualmente no Brasil em junho, propomos um evento unificador, popular e de qualidade. Diferentes formatos, artistas e estéticas serão homenageados, refletindo a efervescência que anima os cenários musicais franceses e brasileiros de hoje. Este festival se coloca como uma pedra fundamental para preparar a recuperação musical pós-pandemia”, enfatizou Vincent Zonca, adido cultural na Embaixada da França.

Loïc Koutana, do L’Homme STATUE, acredita que o fato de ser um artista preto, LGBTQIA+ trará um novo ponto de vista para essa relação entre os dois países. E é exatamente as semelhanças, mesmo dentro de uma efervescente diversidade cultural, que baseia o documentário em comemoração ao Fête de la musique.

MAIS MOLOTOV

E por falar no Coquetel Molotov, pela segunda vez o festival pernambucano aporta em Minas Gerais, em parceria com a Quente. A produção transmite, nos dias 29 e 30 deste mês, uma edição gravada no Instituto Inhotim, um dos espaços mais importantes de artes visuais no País. A exibição gratuita acontece no canal do festival no YouTube, a partir das 19h.

No primeiro dia de exibição acontecem as apresentações de Bernardo Bauer, JOCA, Marina Sena, Jhê e Amanda Chang. Já no dia seguinte é a vez de Nath Rodrigues, Paige, Best Duo e Falsa Luz. Em ambos os dias, a programação conta com a presença de Lázara dos Anjos.

Comentários

Últimas notícias