CINEMA

Filmado em Gravatá, "Curral" ganha data de estreia no cinema e novo trailer

Drama político de Marcelo Brennand acompanha as eleições entre partidos políticos que lutam pelo poder desde sempre

Emannuel Bento
Emannuel Bento
Publicado em 27/10/2021 às 19:52
DANIELA NADER/DIVULGAÇÃO
EXCELÊNCIA Thomas e Rodrigo vivem Chico e Joel. Dupla mistura bem intensidade e sutileza, potencializando perfeitamente o drama proposto - FOTO: DANIELA NADER/DIVULGAÇÃO
Leitura:

O filme pernambucano Curral será lançado no dia 11 de novembro, informou a Pandora Filmes nesta quarta-feira (27). O drama político também ganhou um novo trailer. Rodado em Gravatá, no interior de Pernambuco, o longa-metragem tem direção de Marcelo Brennand, sendo estrelado por Thomás Aquino ("Bacurau" e "Boca a Boca"), Rodrigo García ("Onde Está Meu Coração") e Carla Salle ("Onde Nascem os Fortes").

"Curral" teve sua première mundial na 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e já conquistou os prêmios de Melhor Ator (Thomás Aquino) e o prêmio de Melhor Contribuição Técnico-Artística no 46 Festival de Huelva (Espanha), Melhor Longa-metragem de Ficção no Festival de Cinema do Brooklyn (Nova Iorque) e Melhor Ator no 25º Inffinito Brazilian Film Festival.

O longa também participou do Festival du Cinéma Brésilien de Paris e teve uma exibição em Paris no Hotel de Ville de Paris, prédio que abriga as instituições do governo municipal. O convite foi feito pela vereadora parisiense Geneviève Garrigos.

Sinopse

DANIELA NADER/DIVULGAÇÃO
Still do longa "Curral", do diretor Marcelo Brennand - DANIELA NADER/DIVULGAÇÃO
DANIELA NADER/DIVULGAÇÃO
Still do longa "Curral", do diretor Marcelo Brennand - DANIELA NADER/DIVULGAÇÃO
DANIELA NADER/DIVULGAÇÃO
Making of do longa "Curral" - DANIELA NADER/DIVULGAÇÃO
DANIELA NADER/DIVULGAÇÃO
Marcelo Brennand, diretor do longa "Curral" - DANIELA NADER/DIVULGAÇÃO

Durante as eleições, a população se divide entre as cores Azul e Vermelho, que representam os partidos políticos e lutam pelo poder desde sempre. Devido a seca, a água é a principal moeda de troca.

Thomás Aquino interpreta Chico Caixa, um homem humilde recrutado por seu amigo de infância Joel, candidato a vereador, para ajudar na conquista de votos em um importante bairro da cidade. Chico é o ponto central para situações que vão questionar os processos eleitorais no interior do Nordeste.

Ficha técnica

Além de direção geral de Marcelo Brennand, o filme tem direção de fotografia de Beto Martins. A direção de arte é de Juliano Dornelles (Bacurau”) e o figurino fica com Rita Azevedo (“Bacurau”). “Curral” é produzido pela Zéfiro Filmes, em coprodução com a Querosene Filmes. O longa é uma produção de Bárbara Maranhão e Marcelo Brennand. O filme tem roteiro de Brennand, Fernando Honesko e Marcelo Muller.

Comentários

Últimas notícias