FOTOGRAFIA

Brincadeiras tradicionais periféricas são tema de exposição no Museu do Homem do Nordeste

Jardim do espaço receberá imagens feitas pelo carioca João Roberto Ripper

Nathália Pereira
Nathália Pereira
Publicado em 01/12/2021 às 7:15
J. R. RIPPER/IMAGENS HUMANAS
Quilombo Agrovila Maruda, Alcântara, Maranhão. Crianças brincando. Corrida do saco. Elisane Silva Sa. - FOTO: J. R. RIPPER/IMAGENS HUMANAS
Leitura:

Integrado ao Natal dos Bons Ventos, o jardim do Museu do Homem do Nordeste (Muhne) receberá, a partir de hoje, quarta-feira, a exposição Brincadeiras Tradicionais, com imagens do fotógrafo carioca João Roberto Ripper. Nas fotografias selecionadas, Ripper capta os modos de diversão e descontração de diversas crianças em periferias do Nordeste.

"Ripper tem um olhar voltado a questões sociais e comunidades que estão à margem da sociedade brasileira, como comunidades quilombolas ou aquelas que estão nas periferias das grandes cidades. Em 2013, a Fundaj adquiriu uma coleção com cerca de 300 imagens produzidas por ele no Nordeste", desenvolve Antônio Montenegro, coordenador de exposições do Museu do Homem do Nordeste.

"Das fotos que apresentamos agora, é importante observar a situação de pobreza que as crianças vivem, algo que ele não tenta esconder, mas também conseguir captar a capacidade que elas encontram de poder se divertir nesses lugares e encontrar momentos de felicidade", acrescenta.

A partir do acervo citado por Montenegro, foram selecionadas 18 fotografias. Os registros assinados por Ripper estarão dispostos próximas a outras duas mostras, a de Brinquedos Artesanais, na Galeria Waldemar, e a de Natividade em Folguedos, na Galeria Baobá.

FUNDAJ/DIVULGAÇÃO
As 18 imagens selecionadas do acervo de Ripper estão ao lado de outras duas mostras - FUNDAJ/DIVULGAÇÃO

"A gente quer mostrar que brincar não é só um divertimento infantil. Brincar é uma atividade de formação da criança, de educação, de desenvolvimento físico e mental. Estamos celebrando os brinquedos e as brincadeiras e queremos integrar isso a um clima de esperanças no horizonte. Trazemos fotos muito bonitas, eloquentes, que falam sobre uma realidade e também sobre uma capacidade muito bonita do ser humano", defende Antônio Montenegro.

J.R.RIPPER/IMAGENS HUMANAS
Criança joga futebol em acampamento de sem terras em período de seca na Paraíba - J.R.RIPPER/IMAGENS HUMANAS

SERVIÇO

Brincadeiras Tradicionais fica aberta para visitação até o final de janeiro de 2022, de terça à sexta-feira, das 10h às 16h; e aos sábados e domingos, das 13h às 17h. O Muhne fica na Av. Dezessete de Agosto, 2187, bairro de Casa Forte. A entrada é gratuita.

Comentários

Últimas notícias