MÚSICA

Ávine Vinny ganhou seguidores após prisão por ameaças à ex-esposa. Saiba quantos

O mesmo fenômeno ocorreu com DJ Ivis e o jogador de vôlei Maurício Souza; casos trazem à tona um termo cada vez mais debatido entre estudiosos da mídia: a economia da atenção

Nathália Pereira Emannuel Bento
Nathália Pereira
Emannuel Bento
Publicado em 14/12/2021 às 16:08
Reprodução/Instagram
Ávine Vinny foi solto na tarde desta terça-feira (14), após audiência de custódia - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

O cantor Ávine Vinny, que foi preso na noite desta segunda-feira (13) acusado de ameaçar a ex-esposa de morte, ganhou seguidores desde que passou a aparecer no noticiário pelo caso. Ele ganhou cerca de 200 mil seguidores, pulando de 1,5 milhões para 1,7 milhões. O artista foi solto após audiência de custódia e vai responder em liberdade. A ex-esposa, Laís Holanda, optou por se retratar das acusações envolvendo o cantor, conhecido pelo hit "Coração Cachorro".

O mesmo fenômeno ocorreu com DJ Ivis, que agrediu fisicamente sua então companheira. Ele ganhou 250 mil seguidores. Já o jogador de vôlei Maurício Souza viu sua marca de seguidores quintuplicar em menos de uma semana após ser acusado de insuflar homofobia.

Os casos trazem à tona um termo cada vez mais debatido entre profissionais e estudantes de mídia: a economia da atenção. De forma mais resumida, podemos dizer que economia da atenção é um tipo de visão ligada aos negócios da informação em que a atenção do público é a moeda principal.

É o que temos de mais valioso e também o que podemos oferecer a cada vez menos pessoas, lugares, plataformas... justamente porque o mundo digital é praticamente onipresente em todos os aspectos do cotidiano de muita gente, fazendo com que não consigamos, claro, estarmos atentos a tudo o que é produzido.

Clique aqui e confira a reportagem sobre a economia da atenção, com entrevistas da pesquisadora e professora da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) Issaaf Karhawi e do pesquisador e professor do departamento de comunicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Thiago Soares.

Comentários

Últimas notícias