TV

Morre Djenane Machado, a primeira Bebel de 'A Grande Família'

A artista estava longe dos palcos e da televisão desde começo dos anos 1990

Estadão Conteúdo
Cadastrado por
Estadão Conteúdo
Publicado em 29/03/2022 às 17:48 | Atualizado em 29/03/2022 às 17:50
Jorge Baumann / TV Globo
Djenane Machado com Osmar Prado e Luiz Armando Queiroz no set de filmagem da 1ª versão de 'A Grande Família' - FOTO: Jorge Baumann / TV Globo
Leitura:

A atriz Djenane Machado, que interpretou a personagem Bebel na primeira versão do seriado A Grande Família (1972), da TV Globo, morreu nesta terça-feira, aos 70 anos. A causa da morte ainda não foi divulgada. A artista estava longe dos palcos e da televisão desde começo dos anos 1990. Djenane era filha do diretor Carlos Machado, que morreu em 1992 e era famoso no Rio de Janeiro pelo apelido 'Rei da Noite'. A atriz não deixou filhos.

A estreia de Djenane na televisão foi em 1968, na TV Globo, na novela Passo dos Ventos, de Janete Clair. Em seguida vieram os folhetins Rosa Rebelde (1969), A Ponte dos Suspiros (1969), Véu de Noiva (1969), Assim Na Terra Como No Céu (1970), entre outros sucessos. Em 1971, a personagem Lucinha Esparadrapo, da novela O Cafona, de Bráulio Pedroso, caiu no gosto popular e foi o grande ápice da carreira da intérprete. Na obra, a atriz teve a oportunidade de atuar ao lado de Ary Fontoura, Carlos Vereza e Marco Nanini.

No ano seguinte, a estrela foi escalada para dar a vida à Bebel, em A Grande Família. A série foi criada por Oduvaldo Vianna Filho e Armando Costa com inspiração no seriado norte-americano All In The Family. Na segunda temporada, Djenane acabou sendo substituída pela atriz Maria Cristina Nunes, por problemas nos bastidores da produção. O elenco ainda contou com nomes como Jorge Dória, Eloísa Mafalda e Osmar Prado.

Em 2001 estreou o remake da série, que teve 14 temporadas no total e durou até 2014. A personagem Bebel foi vivida pela atriz Guta Stresser, e o elenco teve nomes de peso da dramaturgia brasileira como Marieta Severo, Marco Nanini, Pedro Cardoso, Lúcio Mauro Filho, Andréa Beltrão, Rogério Cardoso, Tonico Pereira e outros.

No cinema, a atriz também fez parte do elenco das pornochanchadas dos anos 1970, além de atuar nos filmes Águia Na Cabeça (1984), de Paulo Thiago e Ópera do Malandro (1986), de Ruy Guerra. Seu último trabalho na televisão foi em 1992 na novela Novo Amor, de Manoel Carlos.

 

Comentários

Últimas notícias