ENQUETE

Você acha que o forró tradicional deveria ter mais espaço no São João de cidades como Caruaru? Vote na enquete

Na festa junina da capital do Agreste, apenas oito artistas considerados do forró tradicional estarão no palco principal

Amanda Azevedo Bruno Vinicius
Cadastrado por
Amanda Azevedo
Bruno Vinicius
Publicado em 04/04/2022 às 18:25 | Atualizado em 04/04/2022 às 18:28
Arnaldo Felix/Prefeitura de Caruaru
Conhecida como Capital do Forró, Caruaru volta a ter festa de São João após dois anos - FOTO: Arnaldo Felix/Prefeitura de Caruaru
Leitura:

Depois do cantor Jorge de Altinho, famoso pela música "A Capital do Forró", falar sobre a sua ausência no São João de Caruaru, debates foram levantados a respeito da presença do forró tradicional na programação do Maior São João do Mundo. As atrações da festa junina da capital do Agreste foram anunciadas na semana passada pela ex-prefeita Raquel Lyra (PSDB) - um pouco antes dela oficializar sua pré-candidatura ao governo de Pernambuco. Entre os artistas divulgados, apenas oito considerados do forró tradicional estarão no palco principal. Você acha que o forró tradicional deveria ter mais espaço na programação junina de cidades como Caruaru?

Quem vai fazer a abertura do São João de Caruaru 2022 vai ser Elba Ramalho, no dia 4 de junho, na mesma data em que Cláudia Leitte e Solange se apresentam. Com 42 atrações, as festas juninas na cidade agrestina vão contar com 23 artistas e bandas de forró estilizado (incluindo o piseiro). O sertanejo é o terceiro gênero com mais artistas, ocupando a programação com 7 atrações. Enquanto isso, o axé/pagode baiano terá dois artistas. Já o brega e a música eletrônica contarão com 1 artista cada, considerando a presença de Priscila Senna e Alok na programação.

Vale salientar que o forró foi considerado Patrimônio Cultural do Brasil no ano passado, no dia 13 de dezembro, data em que se celebra o Forró e Luiz Gonzaga. O Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) elevou o ritmo, também, como um supergênero. O termo foi alcunhado pelas vertentes e múltiplas possibilidades a partir do forró. O xote, xaxado, baião, chamego, a quadrilha, o arrasta-pé e o pé-de-serra são os subgêneros que foram agregados ao patrimônio.

Em 2019, uma investigação do Iphan mapeou os nove estados do Nordeste, além do Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo, para identificar como se expressa o forró nesses locais.

Artistas

Já quando houve a notícia do forró enquanto patrimônio, artistas alertaram da importância de incluir os nomes que fazem parte do gênero nas programações juninas e outras festividades locais. Essa questão do forró como patrimônio é muito legal. Espero que isso não fique só no papel: tem que ter uma contrapartida nisso tudo. Já que foi oficializado, têm que ter uma lei para que o São João tenha um certo espaço para o forró tradicional", disse Maciel Melo na época.

"Não adianta tornar isso como patrimônio e quando chegar o São João, os caras enchem esse pessoal da galera estilizada, do sertanejo e do piseiro, mais atuais e mais modernos, mas que não têm a ver com a tradição. Esses estilos têm o ano inteiro. Então, no mês de junho, deviam dar prioridade aos artistas que trabalham com isso", afirmou o cantor que é um dos confirmados no São João de Petrolina.

Jorge de Altinho

 

Agora, quem trouxe à tona a discussão foi Jorge de Altinho, que alcunhou Caruaru como "A Capital do Forró" nacionalmente, em 1979. "A música "capital do forró", que é de autoria de Jorge de Altinho, em parceria com Lindolfo Barbosa, registrada em 1979, portanto vai fazer 43 anos. Eu desafio qualquer pessoa em Caruaru a fazer uma pesquisa e pedir para as pessoas cantarem um trecho do hino de Caruaru e um trecho da música "a capital do forró" para a gente saber o que é mais lembrado. Se Caruaru honrasse o título que tem, colocaria Jorge como tradição para abrir oficialmente a festa, todos os anos. Seria Jorge primeiro, depois todas as outras atrações, sem desmerecer ninguém", disse Juliana Souza, esposa e responsável pelo gerenciamento da carreira de Jorge.

Nas redes sociais, a ex-prefeita afirmou que a grade de São João não foi fechada e que o cantor Jorge de Altinho seria incluso. "Gente, tenho recebido comentários sobre a ausência de alguns artistas na grade do São João, como o cantor Jorge de Altinho. Venho aqui esclarecer que a programação não está 100% fechada", disse a tucana no Twitter.

Confira a programação do pátio de eventos de Caruaru:

PÁTIO DE EVENTOS

4 de junho (sábado)

  • Elba Ramalho
  • Solange
  • Claudia Leitte

5 de junho (domingo)

  • Dorgival Dantas
  • Alcymar Monteiro
  • Alceu Valença

10 de junho (sexta-feira)

  • Renan Cruz
  • Simone e Simaria
  • Toca do Vale

11 de junho (sábado)

  • Vilões do Forró
  • Matheus e Kauan
  • Luan Estilizado

12 de junho (domingo)

  • Israel Filho
  • Limão com Mel
  • Calcinha Preta

17 de junho (sexta-feira)

  • Azulão
  • João Gomes
  • Jonas Esticado

18 de junho (sábado)

  • Fulô de Mandacaru
  • Xand Avião
  • Vitor Fernandes

19 de junho (domingo)

  • Magníficos
  • Tarcísio do Acordeon
  • Tierry

23 de junho (quinta-feira)

  • Brucelose
  • Barões da Pisadinha
  • Mano Walter

24 de junho (sexta-feira)

  • Novinho da Paraíba
  • Zé Neto e Cristiano
  • Matheus Fernandes

25 de junho (sábado)

  • Pedrinho
  • Maiara e Maraisa
  • Alok

26 de junho (domingo)

  • Cavaleiros do Forró
  • Nattan
  • Priscila Senna

28 de junho (terça-feira)

  • Davi Firma
  • Zé Vaqueiro
  • Léo Santana

29 de junho (quarta-feira)

  • Magnatas do Forró
  • Wesley Safadão
  • Geraldinho Lins


Comentários

Últimas notícias