MÚSICA

Chico Buarque convida para 'samba após tanta derrota' em single. Ouça e conheça história por trás

"Que Tal um Samba?" também é nome da nova turnê do cantor, que começa em setembro

Emannuel Bento
Cadastrado por
Emannuel Bento
Publicado em 17/06/2022 às 9:50 | Atualizado em 17/06/2022 às 16:12
FRANCISCO PRONER
Turnê nova de Chico Buarque começa por João Pessoa, na Paraíba, em setembro - FOTO: FRANCISCO PRONER
Leitura:

"Então que qual puxar um samba [...] depois de tanta mutreta/ Depois de tanta cascata/ Depois de tanta derrota/ Depois de tanta demência", canta Chico Buarque em seu novo single, "Que Tal um Samba?", lançado pela Biscoito Fino nesta sexta-feira (17).

A música também dá nome a nova turnê do artista, que começa em setembro e tem datas marcadas até março de 2022 - atravessando, por exemplo, o período eleitoral, enquanto Chico canta como se estivesse no fim de um fase. Clique aqui para ver a agenda completa.

Chico Buarque passou alguns anos se dedicando à literatura, período que resultou no Essa gente’ e no volume de contos "Anos de chumbo". Os títulos refletem o contexto dos últimos anos de "baixo astral, pandemia, abandono e tragédia política", como diz o texto de divulgação do novo single.

De volta ao instrumento, Burque procurou uma batida diferente, feliz, uma volta ao violão para insistir: "Que Tal um Samba?". 

No processo de produção, o artista recordou velhos sambas, como o sucesso "Que Samba Bom" (1949), de Blecaute, com composição de Geraldo Pereira, e também "Feitio de Oração", de Vadico e Noel Rosa.

Com o lançamento, o compositor de "Apesar de Você", "vai Passar" e "De Volta ao Samba" continua mostrando que tem o que dizer, como já fez em tantas outras ocasiões importantes.

"Que Tal um Samba?" tem bandolim de Hamilton de Holanda, violão de Luiz Claudio Ramos, piano de João Rebouças, baixo de Jorge Helder e bateria e percussão de Jurim Moreira.

Veja a letra de Que Tal um Samba?

Um samba
Que tal um samba?
Puxar um samba, que tal?
Para espantar o tempo feio
Para remediar o estrago
Que tal um trago?
Um desafogo, um devaneio

Um samba pra alegrar o dia
Pra zerar o jogo
Coração pegando fogo
E cabeça fria
Um samba com categoria, com calma

Cair no mar, lavar a alma
Tomar um banho de sal grosso, que tal?
Sair do fundo do poço
Andar de boa
Ver um batuque lá no cais do Valongo
Dançar o jongo lá na Pedra do Sal
Entrar na roda da Gamboa

Fazer um gol de bicicleta
Dar de goleada
Deitar na cama da amada
Despertar poeta
Achar a rima que completa o estribilho

Fazer um filho, que tal?
Pra ver crescer, criar um filho
Num bom lugar, numa cidade legal
Um filho com a pele escura
Com formosura
Bem brasileiro, que tal?
Não com dinheiro
Mas a cultura

Que tal uma beleza pura
No fim da borrasca?
Já depois de criar casca
E perder a ternura
Depois de muita bola fora da meta

De novo com a coluna ereta, que tal?
Juntar os cacos, ir à luta
Manter o rumo e a cadência
Esconjurar a ignorância, que tal?
Desmantelar a força bruta
Então que tal puxar um samba
Puxar um samba legal
Puxar um samba porreta
Depois de tanta mutreta
Depois de tanta cascata
Depois de tanta derrota
Depois de tanta demência
E de uma dor filha da puta, que tal?
Puxar um samba
Que tal um samba?
Um samba

Comentários

Últimas notícias