2020 Tour

Com um setlist repleto de hits, Maroon 5 encanta público em primeiro show no Recife

O show, na noite desta quinta-feira (5), foi daqueles em que é impossível não conhecer e cantar todas as músicas

Amanda Azevedo
Flávia de Gusmão
João Rêgo
Publicado em 05/03/2020 às 23:54
Notícia
FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO
Maroon 5 no Recife - FOTO: FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Com um setlist repleto de hits que dominaram as paradas ao longo dos últimos anos, a banda californiana Maroon 5, liderada por Adam Levine, se apresentou no Recife pela primeira vez na noite desta quinta-feira (5), para alegria dos fãs que aguardaram horas na fila. Às 21h34, no palco montado na esplanada no Classic Hall, os primeiros acordes da guitarra rosa tocada pelo frontman mostraram It Was Always You, só a introdução, para emendar com This Love, um dos sucessos que levaram o Maroon 5 à lista de grandes nomes do pop internacional. 

“Good evening ladies and gentlemen” foi o primeiro cumprimento de Levine, seguido por um “ufa” que confirmava o calor e umidade recifenses. “Vocês estão solteiros está noite?”, perguntou, como pretexto para soltar Payphone, sobre um amor perdido.

Fazendo jus ao rótulo de “homem mais sexy do mundo”, o vocalista carimbava sua persona com uma regata ultracavada e desgastada, calça cargo despojada, músculos e tatuagens. A multidão reagiu de acordo. Gritos muitos. Sem playblack, buscando as notas altas que o estúdio de gravação proporciona sem o imprevisível do show ao vivo, ele não economizou no sentimento ao performar. Se foi rotulado como apático no show de Santiago do Chile, no dia 27 de fevereiro, no Recife ele suou, literalmente, para expressar aquilo que suas letras insistem em dizer: o amor dói. Ajoelhou no palco e tudo.

Quem ousou ir para frente do palco, no miolo mais cobiçado, se arriscou. Teve gente passando mal com o calor e sendo socorrida pelos paramédicos de plantão. Coincidentemente, neste momento, explodia a canção Maps, sobre alguém que segue outro cegamente. Na sequência, Moves Like Jagger, falando sobre a capacidade de um homem para impressionar uma mulher com seus passos de dança, comparados aos do vocalista do The Rolling Stones, exigiu despir a camisa.

Algumas músicas depois, foi a hora da clássica homenagem ao Brasil. Levine cantou Don’t Wanna Know segurando a bandeira verde amarela, levando-a ao peito, e só a largando uma música depois, quando veio a aclamada Animals.

Vocês são incríveis, disse Adam Levine ao público recifense

“Vocês são incríveis. Incríveis. E eu pratiquei a pronúncia certa, me corrijam se eu estiver errado: 'RRRRRRecife', disse Adam Levine com o nosso erre do fundo da garganta e não o erre dobrado dos anglo-saxões. E enfatizou em seguida: eu só canto esta música quando venho ao Brasil, referindo-se a Won’t Go Home Without You.

Chegando ao finalzinho do show, veio Sugar, a música mais tocada em casamentos e que ele entrega pra plateia levar no coro de milhares de vozes. Maroon 5 é isso: a promessa de que, embora o amor nos faça passar poucas e boas, muitas e ruins, ele existe como o pote de ouro no fim do arco-íris. Acredita quem quer, ou quem espera.

As duas últimas músicas, depois de cerca de 1h30 de show, foram She Will Be Loved, numa levada menos burocraticamente fiel à gravação original, e Girls Like You, com direito a clipe no telão de resolução perfeita!

Melim abriu show do Maroon 5 no Recife

Responsável pela abertura do show, a banda Melim começou a tocar rigorosamente no horário previsto: 19h48. Antes mesmo do tradicional “Boa noite, Recifeeee”, os irmãos cariocas Rodrigo, Gabriela e Diogo desfilaram uma sequência de canções com o clima good vibes, característico do trio. Peça Felicidade, Meu Abrigo e Hipnotizou foram as primeiras, seguidas por Maju, já numa pegada mais acelerada.

Foram exatos 40 minutos de apresentação, encerrando com Ouvi Dizer, um dos maiores hits da curta carreira da banda, que ganhou notoriedade a partir do reality show Superstar, da TV Globo, em 2016.  

O espaço do show foi dividido entre frontstage e pista, vendidos inicialmente por R$ 640 e R$ 350, a inteira. Exceto por uma pequena retenção em frente ao portão do Centro de Convenções, que dava acesso ao frontstage, a chegada paraa apresentação foi muito tranquila.Após o show, no entanto, foram muitas as reclamações de quem assistiu da pista sobre a qualidade do som e a falta de visão ruins. A organização do bar também foi criticada.

As músicas que o Maroon 5 tocou no Recife

This Love

What Lovers Do

Makes Me Wonder

Payphone

Wait

Maps

Moves Like Jagger

Lucky Strike

Sunday Morning

Harder to Breathe

Cold

Don't Wanna Know

One More Night

Animals

Daylight

Sugar

Memories

Won't Go Home Without You

She Will Be Loved

Girls Like You

FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO
Maroon 5 no Recife - FOTO:FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO
FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO
Maroon 5 no Recife - FOTO:FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO
FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO
Maroon 5 no Recife - FOTO:FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO
FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO
Maroon 5 no Recife - FOTO:FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO
FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO
Maroon 5 no Recife - FOTO:FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO
FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO
Maroon 5 no Recife - FOTO:FOTO: PEDRO PEREIRA/DIVULGAÇÃO

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias