Covid 19/música

Wallace Roney, do primeiro time do jazz americano, é mais uma vítima do Covid 19

Nos 80 e 90 ele tocou na banda do também trompetista Miles Davis

José Teles
José Teles
Publicado em 01/04/2020 às 12:44
Notícia
Divulgação
Wallace Roney, Covid 19 faz mais uma baixa no jazz - FOTO: Divulgação
Leitura:

O Coronavírus é responsável por mais uma baixa no jazz Americano. Um dos mais importantes trompetistas americanos Wallace Roney, da cena nova-iorquina de jazz, morreu nessa terça-feira, em consequência do Covid-19, anunciou a assessora do músico, Lydia Liebman. A família, impossibilitada de comparecer ao sepultamento,, prestará uma homenagem ao músico e seu legado quando assim que a endemia terminar.

Wallace Roney, que morreu com 59 anos, durante os anos 80 e 90 ganhou status no jazz como músico de Miles Davis, com quem trabalhou ao lado de músicos como o baterista Tony Williams e Kenny Barron. No início foi alvo dos críticos, que consideravam que ele copiava Miles David. Mas conta que o próprio Miles lhe alimentou a autoestima dizendo que se Wallace foi se incomodar com o que escrevam os críticos estariam tocando por ele. Wallace Roney acabou ganhando um Grammy com o disco Tribute to Miles. Wallace Roney tocou com Miles Davis em 1991 em Montreux, e está no elogiado documentário Miles Davis: Birth of The Cool, de Stanley Nelson (2019). Seu último disco foi Blue Dawn-Blue Nights, de 2019.

Comentários

Últimas notícias