INVESTIMENTO

Empresa japonesa inicia processo de implantação no agreste de Pernambuco onde vai gerar 2 mil empregos

A multinacional Yazaki recebeu do governo estadual a ordem de serviço para inciar as obras da fábrica de componentes automotivos em Bonito (PE)

Edilson Vieira
Edilson Vieira
Publicado em 17/09/2020 às 16:51
Notícia

Reprodução Internet
Fábrica que está sendo construída em Bonito (PE) vai fornecer componentes eletrônicos para o Polo Automotivo da FCA/Jeep em Goiana (PE) - FOTO: Reprodução Internet
Leitura:

A multinacional japonesa Yazaki escolheu a cidade de Bonito, a 140 km do Recife, para construir  sua décima fábrica no Mercosul e sexta no Brasil, a ordem de serviço para implantação do canteiro de obras foi assinada nesta quinta-feira (17) pelo governador Paulo Câmara. O investimento será de R$ 60 milhões e a nova unidade deve começar a produzir em junho de 2021, gerando dois mil empregos diretos na região. 

A escolha pelo agreste pernambucano se deu pela proximidade com o polo automotivo da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), em Goiana, na Zona da Mata Norte. A Yazaki é fornecedora de componentes automotivos e vai fabricar chicotes elétricos para montagem nos carros da Fiat e Jeep fabricados em Goiana. Atualmente, os produtos destinados à Jeep vêm da unidade d Yazaki localizada em Nossa Senhora do Socorro, em Sergipe. A expansão da multinacional também está relacionada ao crescimento da produção de veículos da FCA e à nova rodada de investimentos da cadeia produtiva local, com investimentos privados que chegarão a R$ 7,5 bilhões até o ano de 2023, implicando na geração de mais nove mil empregos diretos.

TRABALHADORES LOCAIS

A nova fábrica da Yazaki será construída em um terreno de 10 hectares, ao lado da Escola Técnica Célia de Souza Arraes de Alencar. A unidade terá 21 mil metros quadrados de área construída e suas instalações utilizarão os mesmos modelos da unidade de Sergipe, composta por mais de 90% de trabalhadores locais. “A chegada da Yazaki Mercosul ao Agreste pernambucano possibilitará à região um crescimento econômico local sem precedentes. Contribuindo para que, futuramente, novas empresas vejam em Bonito o potencial para se tornar também um importante polo fabril para o Estado”, disse o presidente da Yazaki Mercosul, Lázaro Figueiredo.

Segundo o governo de Pernambuco, desde que a Fiat Chrysler inaugurou suas instalações em Goiana, em abril de 2015, já foram atraídos mais de R$ 11 bilhões em investimentos privados e geradas mais de 13,6 mil vagas formais no mercado de trabalho pernambucano. Atualmente, há cerca de 120 empresas instaladas e atuando, de forma direta ou indireta, no setor automotivo.

REFERÊNCIA

“Bonito hoje, com certeza, entra em uma nova etapa com a chegada dessa empresa, que vai compor o polo automotivo de Pernambuco. Um grupo com o porte da Yazaki, que tem uma experiência mundial na fabricação de componentes eletrônicos, vai dar uma nova visão, uma visão da economia do futuro, da mão de obra qualificada, de realmente fazer diferença na qualidade de vida e no crescimento profissional das pessoas daqui do Agreste. Bonito vai ser uma referência para a região a partir do momento em que chega uma empresa desse porte, de um ramo novo”, afirmou o governador Paulo Câmara.

O governo do estado infromou que a política de atração de investimentos foi responsável, em 2020, pela atração de 51 novos projetos. A projeção é de que sejam geradas 4,2 mil vagas de emprego com carteira assinada em território pernambucano. Os aportes privados anunciados até este mês totalizam R$ 2,22 bilhões.






 





O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias