COPERGÁS

Saiba quais empresas, além da Petrobras, estão na disputa para fornecer gás natural em Pernambuco

Companhia Pernambucana de Gás busca diversificar o fornecimento a partir de 2022, com expectativa de maior competitividade e melhoria dos preços

Lucas Moraes
Lucas Moraes
Publicado em 26/10/2020 às 17:37
Notícia
DIVULGAÇÃO
CLIENTELA Carteira passou de 44.672 em 2019 para 52.244 em 2020 - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Seis companhias, incluindo a Petrobras (atual fornecedora de gás natural para Pernambuco) estão disputando a chamada pública da Companhia Pernambucana de Gás (Copergás) para aquisição do fluido. O edital, lançado no último dia 17 de setembro, recebeu ao todo 18 propostas de oito participantes. O objetivo é diversificar os fornecedores, de olho na abertura do mercado de gás, gerando mais competitividade e, teoricamente, melhores preços ao consumidor a partir de janeiro de 2022. 

De acordo com a Copergás, seis empresas foram selecionadas nesta primeira etapa: EBrasil
LNG, Golar LNG, Oncorp, Petrobras, Shell e Total. Agora, todas seguem para a etapa de negociação, com detalhamento das condições comerciais.

Alvo da chamada pública, estão dois lotes alternativos de contratação. O primeiro lote, via gasoduto, prevê a distribuição em duas etapas: uma de 750 mil m³/dia em 2022 e outra de 1.000 m³/dia em 2023. O segundo lote será via terminal, com consumo médio previsto de 500 mil³/dia no primeiro ano e 750 mil
m³/dia nos demais. Os dois lotes dão sequência à expansão da rede de abastecimento da Copergás e
apontam no sentido do plano de interiorização da empresa, que este ano avançou na Região Metropolitana, nas praias de Muro Alto e Porto de Galinhas (Ipojuca) e, para os próximos anos, prevê distribuição ampliada para o Agreste e Sertão. 

Segundo o assistente da diretoria técnica e comercial da Copergás, Fábio Morgado, com a chamada pública, a empresa "cumpre seu papel na busca de diversificação do suprimento e consequente aumento da competitividade do gás natural". 

Com os atuais contratos com a Petrobras entrando em estágio de redução a partir de janeiro de 2022 e o setor vivendo a expectativa do andamento de projetos para abertura do mercado, dada a nova Lei do Gás em tramitação no Congresso, o objetivo da Copergás é já estar preparada para a diversificação dos supridores. 

REDE

Atualmente, a Copergás distribui gás natural numa rede de gasodutos de mais de 900 km, atingindo 28
municípios de Pernambuco, nos segmentos industrial, residencial, comercial e veicular. O plano de investimento da empresa prevê um aporte de R$ 323 milhões na expansão e interligação da sua rede de distribuição até 2024, com expectativa de alcançar 1,2 mil km no referido ano. 

Para o Sertão, avança o projeto de uso do Gás Natural Liquefeito (GNL) para abastecer Petrolina.  A iniciativa é um desdobramento do protocolo de intenções que a Golar Power assinou com o governo do Estado de Pernambuco, em março deste ano, para a implantação de um Terminal de GNL no Complexo de Suape, previsto para entrar em operação no primeiro trimestre de 2021. A ideia é transportar o gás em caminhões com iso-contêineres, para posterior regaseificação e distribuição no interior do Estado. 

 

Comentários

Últimas notícias