Investimentos

Em reunião, Condic aprova R$ 368 milhões em negócios, com geração de 537 empregos em Pernambuco

Os maiores projetos incentivados foram a implantação da fábrica da Ypê, em Itapissuma (RMR), e a ampliação da fábrica da Acumuladores Moura, em Belo Jardim (Agreste)

JC
JC
Publicado em 04/11/2020 às 14:02
Notícia

Foto: Guga Matos/JC Imagem
AMPLIAÇÃO Acumuladores Moura é uma das empresas de destaque na 111ª Reunião do Condic - FOTO: Foto: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

A 111ª Reunião do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic), foi realizada remotamente nesta quarta-feira (04), com a  aprovação de 39 projetos. Desse total, 14 são de indústrias que deverão se traduzir em investimento de R$ 368 milhões, com a previsão de criação de 537 novos postos de trabalho, já a partir dos próximos meses. O encontro, retransmitido pelo canal do Youtube da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), teve o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, no comando, junto com o diretor-presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima. 

O principal projeto aprovado nesta reunião, foi a instalação da já anunciada Ypê (Química Amparo), que será construída em Itapissuma. A empresa investirá R$ 300 milhões na implantação da planta para fabricação de produtos de limpeza e deverá gerar 320 postos de trabalho. Outra iniciativa de destaque foi a ampliação da Fertilizantes do Nordeste, que planeja aportar R$ 29 milhões na sua unidade fabril, no Recife. A intenção da empresa é fortalecer o ambiente competitivo no setor de produção de produtos químicos, garantindo a criação de 22 novas vagas. A Acumuladores Moura também vai investir em uma ampliação para expansão de uma nova linha de produtos. O investimento será de R$ 27 milhões a projeção é de 34 novos postos de trabalho.

De acordo com Bruno Schwambach, os números do Condic atestam que as políticas de atração de novos investimentos para Pernambuco se mantiveram ativas mesmo com todas as restrições impostas no combate à Covid-19. “O estado segue trabalhando para fortalecer e desenvolver as vocações de diversas regiões, gerando ainda mais emprego e renda para os pernambucanos. Conseguimos anunciar em 2019 quase R$ 15 bilhões em investimentos. Este ano, a curva de crescimento está sendo mantida e a recuperação da economia do nosso estado é significativa. Nossa missão é trabalhar de forma enérgica e fazer a máquina pública girar de forma eficiente para benefício de quem precisa de emprego e renda”.

O diretor-presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima, aproveitou o encontro para adiantar que em dezembro uma nova reunião do Condic será realizada e mais investimentos serão anunciados. “Nosso trabalho é identificar segmentos e atividades que possam trazer oportunidades econômicas. As equipes da AD Diper estão engajadas e nossa meta é descentralizar a gama de projetos levando ainda mais empresas para o interior”.

EMPREGOS

Do total de empregos a serem gerados nos projetos industriais, 371 sediados na Região Metropolitana do Recife (69%) e outros 166 no interior (31%). Completam o bloco de aprovados, junto com as 14 indústrias, 14 importadoras e 11 de centrais de distribuição.Em contrapartida aos aportes a serem realizados, as iniciativas empresariais desfrutarão dos incentivos fiscais do Programa de Desenvolvimento de Pernambuco (Prodepe), ofertado pelo Estado de Pernambuco às indústrias, centrais de distribuição e importadores atacadistas.

PRINCIPAIS NÚMEROS DA 111ª REUNIÃO DO CONDIC

Ao todo, 12 municípios foram contemplados, sendo seis na RMR e seis no interior. No interior são: Belo Jardim; São José do Belmonte; Vitória de Santo Antão; Passira; Garanhuns; Tacaimbó. Na RMR são: Moreno; Jaboatão dos Guararapes; Recife; São Lourenço da Mata; Itapissuma; Paulista. Das 12 Regiões de Desenvolvimento (RD) de Pernambuco, seisdeverão sediar as novas unidades ou ampliações industriais: Agreste Central (2), Agreste Meridional (1), Agreste Setentrional (1), Mata Sul (1), Sertão Central (1) e RMR (8).


EMPRESAS DE IMPORTAÇÃO

Outras 14 empresas que realizam importações foram contempladas. Entre as companhias: Arlindo José Tavares Comércio e Importação de Peças e Acessórios Novos para Motocicletas, Ciclo Motores – Eireli, em feira nova; Atlas S/A, em Paulista; Bettanin S/A, em Paulista; Distribuidora Adauto Carvalho Ltda, Serra Talhada; Eurostar do Brasil S/A, no Cabo de Santo Agostinho; Excelmed Distribuidora de Materiais Médicos e Odontológicos, Recife; Fast Trading Importação, Exportação e Comércio de Bebidas Eireli, Recife; KGMLAN Distribuidora Ltda, Olinda; M A DE Moraes Artefatos Cerâmicos LTDA, São Caitano; Natari - Comércio de Hortifrutis Ltda,Jaboatão dos Guararapes; NE Print DistribuidoradeEquipamentos e Insumos Industriais, Recife; SandeneS.A. Indústria e Comércio, Paulista; Sanremo S/A, Paulista e Virtus Trading e Consultoria em Gestão Empresarial Ltda, Recife.

CENTRAIS DE DISTRIBUIÇÃO

Todas as 11 Centrais de Distribuição incentivadas neste Condic estão localizadas na RMR, nos municípios do Paulista, Recife e São Lourenço da Mata. São elas: AtlasS/A, Paulista; BettaninS/A, Paulista; Bettech S.A., Paulista; Car-Central de Autopeças e Rolamentos, Recife; Difase Importação e Comércio de Produtos de Segurança, Recife; G S Indústria e Comércio de Vidros, Recife; Global Brasil Pneus Ltda, Recife; Metalúrgica Mor AS, São Lourenço da Mata; Ordene S/A, Paulista; Sanremo S/A, Paulista e SuperproBettanin S.A, Paulista.

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias