Empreendedorismo

Governo de Pernambuco e Prefeitura do Recife fazem parceria para estimular empreendedorismo em habitacionais

Ideia é disponibilizar a plataforma Compre PE para moradores dos habitacionais do Recife que ofereçam algum produto ou serviço e garantir mais visibilidade aos empreendedores

JC
Cadastrado por
JC
Publicado em 09/12/2020 às 20:30
Divulgação
Habitacionais do Recife abrigam 10 mil moradores, muitos deles são empreendedores - FOTO: Divulgação
Leitura:

A Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação estadual e  a Secretaria de Habitação do Recife fizeram parceria para fomentar a geração de emprego e renda em Pernambuco. A partir desta parceria, a plataforma Compre PE será lançada nos habitacionais da cidade e estimar os empreendedores que moram nestes espaços. A partir da iniciativa, quem tiver qualquer comércio informal, empreendimento ou prestar algum tipo de serviço pode se inscrever no Compre PE, de forma gratuita, e garantir mais visibilidade ao seu negócio. Segundo a Secretaria de Habitação, 10 mil pessoas moram nos habitacionais da Capital.

O Compre PE é uma loja virtual onde os consumidores podem conhecer produtos feitos no Estado e encontrar prestadores de serviço facilmente, sem precisar de buscas infinitas pela internet. “A plataforma é de extrema importância e ficará mais forte ainda com divulgação nos habitacionais da cidade, onde há pessoas que trabalham na informalidade, pedreiros, marceneiros, manicures. Vamos ajudar a fortalecer esses empreendedores, levar cursos de qualificação e dar mais autonomia para os trabalhadores ganharem seu dinheiro, especialmente numa crise como essa que a gente está vivendo”, declara a secretária de Habitação do Recife, Ana Paula Lins.

Segundo o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes, o uso contínuo da plataforma pelos recifenses vai aquecer os negócios locais que sempre competem com grandes marcas e multinacionais. Ele explicou que a ação nos habitacionais deve começar a partir de janeiro, também com orientações sobre o Crédito Popular e apoio ao desenvolvimento das micro e pequenas empresas e MEIs. “Ana Paula vem fazendo um grande trabalho e nós, junto com a Secretaria de Habitação, vamos fazer esse serviço, onde a população vai ter a oportunidade de fazer suas vendas sem precisar pagar nada por isso. Vai ser um sucesso. Os habitacionais têm mais de 10 mil pessoas e esse público vai ser fundamental para quem precisa do serviço, para quem quer apostar no empreendedorismo”,declarou o secretário Alberes Lopes.

De acordo com Alberes Lopes, o poder público estadual é um facilitador entre o cliente e o vendedor, apostando na força, na qualidade e criatividade do empreendedorismo estadual. O consumidor que quiser comprar algum produto dos habitacionais ou de Pernambuco pode entrar no site comprepe.pe.gov.br, pesquisar encontrar várias opções. O site vai mostrar os contatos de telefone e as redes sociais do empreendimento.

O projeto vai tomar fôlego com o cadastro gradual dos empreendedores. E o mais importante, nesse caso, é que todos os envolvidos são pernambucanos, com o orgulho de comprar algo do Estado, sem o mesmo valor de fretes nacionais, com o fortalecimento da economia local.

O secretário executivo Alvaro Jordão informou que a plataforma Compre PE vai passar por melhorias a partir de 2021 e é totalmente gratuita. Ela foi desenvolvida pelo Centro de Gestão da Tecnologia da Informação do Governo do Amapá (PRODAPE) e cedida à Agência Estadual de Tecnologia da Informação do Governo de Pernambuco (ATI), que está fazendo as adequações do software para o nosso Estado.

DESEMPREGO

A pandemia do novo coronavírus contribuiu para aumentar a taxa de desemprego em Pernambuco. Na Pnad Contínua divulgada recentemente pelo IBGE, o Estado tem a quinta maior desocupação do País, com taxa de 18,8% no trimestre encerrado em setembro. No Estado, o empreendedorismo é uma alternativa para driblar o desemprego e a informalidade é alta, o que deixa muitos trabalhadores sem proteção social. 

 

Comentários

Últimas notícias