Retomada da economia

Feiras de negócios no Centro de Convenções poderão retornar a partir de 5 de maio

Governo de Pernambuco publica protocolo para Feiras de Negócios. Com isso, o segmento terá um manual específico de cuidados sanitários

Adriana Guarda
Adriana Guarda
Publicado em 13/04/2021 às 20:17
Divulgação/Setrur
Em 2020, pandemia fez suspender 14 feiras no Cecon-PE - FOTO: Divulgação/Setrur
Leitura:

A partir do dia 5 de maio, o Centro de Convenções de Pernambuco (Cecon) - maior equipamento de realização de feiras do Estado - voltará a realizar eventos de negócios após mais de um ano de suspensão por conta da covid-19. O governo do Estado publicou um novo protocolo para que as feiras de negócios atendam às exigências impostas pela pandemia. As informações estão disponíveis no site oficial de enfrentamento à doença www.pecontracoronavirus.pe.gov.br. Com isso Pernambuco entra para a lista dos destinos que se preocuparam em criar um manual específico para o segmento. O material foi elaborado pela Secretaria de Turismo, Empetur, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e o trade.

A pandemia fez com que vários eventos tivessem que ser suspensos. A última feira realizada no Cecon foi a Expo Bebê e Gestante, que aconteceu em janeiro do ano passado. Com isso, deixaram de ser realizados 14 eventos em 2020. Este ano, três feiras foram adiadas do primeiro para o primeiro semestre de 2022. Outras três feiras que estavam programadas para o primeiro semestre de 2021 adiaram para o segundo semestre deste ano. Uma delas foi a Hairnor - feira da beleza,que seria realizada em maio, mas que decidiu adiar para a segunda metade do ano.

De acordo com dados da União Brasileira de Promotores de Feiras (Ubrafe), em 2019, só as produtoras pernambucanas injetaram na economia do Estado cerca de 155 milhões. Para 2021, estão agendadas no Centro de Convenções de Pernambuco 11 feiras de segmentos variados, como beleza, automotivo, educação, saúde, turismo, varejo, moda, franquias, construção civil e pet.

O Centro de Convenções tem estrutura para abrigar eventos de grande porte. Tem capacidade para receber mais de seis mil pessoas sentadas em um teatro, três auditórios e dez salas de convenções, além da estrutura de salas, pavilhões e áreas externas.

PROTOCOLO

O secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes, acredita que o protocolo poderá garantir maior segurança a realização dos negócios.“Estamos bem confiantes pela criação deste protocolo específico para as feiras de negócios. Essas ações são muito importantes para a nossa economia, geram emprego e renda e aquecem vários segmentos da cadeia do turismo, como os hotéis, as empresas de receptivo e de eventos. O protocolo dará a segurança necessária para que o Estado volte a abrigar feiras”, diz.

Na lista de exigências do protocolo estão cuidados sanitários e medidas de distanciamento social como horários e acessos separados para público e expositores; controle de público; evitar ações que causem aglomerações; uso obrigatório de máscara; disponibilização de álcool a 70% ou pias para higienização; implantação de sinalização com recomendações do protocolo e anteparo de vidro ou acrílico para proteção

“Nós, promotores de feiras, já seguíamos os protocolos dos shopping centers, que é bem restrito. A criação de um modelo específico para o segmento vai ajudar para que as ações já planejadas tenham uma maior procura por parte dos expositores. Foi muito importante a autorização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, do retorno das feiras que acontecem no Centro de Convenções, a partir de 5 de maio. Ter uma data pré definida ajuda a reforçar a captação de novas feiras e fortalece a imagem de Pernambuco perante os produtores nacionais e internacionais”, pontua a representante da União Brasileira dos Promotores Feiras (Ubrafe) em Pernambuco, Tatiana Menezes.

Com a retomada das feiras, a expectativa é voltar a movimentar o turismo de negócios e gerar emprego e renda, além de voltar a alavancar a receita do Cecon. Em 2019, o Centro faturou R$ 1,2 milhão com as feiras de negócios no seu pavilhão de feiras. 

Comentários

Últimas notícias