Conjuntura

Em busca de renovação, Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco passa a se chamar Adepe

Presente no Estado desde 1965, Agência contribui para impulsionar a economia local por meio da atração de investimentos e de outras estratégias

Adriana Guarda
Adriana Guarda
Publicado em 05/10/2021 às 18:18
Notícia
Divulgação
NOVIDADE Mudança não será apenas no nome e na marca, mas no reposicionamento da Agência - FOTO: Divulgação
Leitura:

Quando foi criada, em 1965, ela se chamava Companhia de Desenvolvimento de Pernambuco - Distritos Industriais; depois foi rebatizada de AD Diper e agora passa a ser conhecida como Adepe. Com novo nome, a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco também terá nova identidade visual. Mas não para por aí. Do ponto de vista estratégico, a Adepe passará por um processo de reposicionamento e anunciará novidades na gestão de projetos para estimular o desenvolvimento econômico estadual. 

“A nossa Agência, que agora passa a se chamar Adepe, tem um histórico de serviços importantes prestados a Pernambuco, de muitas conquistas para o nosso desenvolvimento, impulsionando a economia do Estado. As mudanças anunciadas agora mostram a evolução constante da agência, sempre atualizada com as tendências do mercado e avançando na atração de novos empreendimentos, gerando emprego e renda para os Pernambucanos”, afirma o governador Paulo Câmara.

No portfólio da Adepe estão grandes marcos, como o Complexo Industrial Portuário de Suape, a Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE), Fenearte, Programa Força Local, Programa Desenvolve.ai, Centro de Artesanato de Pernambuco, Loja Moda Autoral de PE, Mercado Eufrásio Barbosa, entre outros projetos, resultantes da dinamicidade e da performance empreendida na gestão da instituição ao longo dos anos. Hoje, novos desafios se apresentam à Agência, como a recente abertura de uma unidade avançada de negócios em São Paulo e da Loja de Bebidas de PE, além do projeto de exploração do potencial de mineração de Pernambuco e do Programa Emprego PE, entre outras iniciativas econômicas locais.

 

Presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima (Foto Simone Medeiros/AD Diper)
Presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima (Foto Simone Medeiros/AD Diper) - Presidente da AD Diper, Roberto Abreu e Lima (Foto Simone Medeiros/AD Diper)

“A transformação econômica e a Adepe surgem apoiadas em alicerces de inovação, desenvolvimento e sustentabilidade para impulsionar o crescimento e a solidificação da nossa economia. Estamos em uma transição histórica. Percebemos que a Agência assumiu, ao longo dos anos, esse protagonismo de desenvolver novos projetos, ao tempo em que encara novos desafios demandados pela diversidade da economia local e nacional. Com o reposicionamento estratégico, estamos efetuando mudanças importantes na nossa estrutura e agregando inovação e sustentabilidade à nossa vocação, que é o desenvolvimento econômico”, explica o presidente da Adepe, Roberto Abreu e Lima.

ENTENDA AS FRENTES DE ATUAÇÃO DA ADEPE

SÃO PAULO – Com o propósito de conectar pessoas, negócios e ideias, a partir de novembro entra em operação o escritório da Adepe na capital econômica brasileira, a cidade de São Paulo. O escritório está localizado no quarto andar da Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 1445. “Queremos articular empresas e investidores à atração de investimentos para Pernambuco, para que haja um maior desenvolvimento econômico do Estado”, detalhou Daniela Guedes, head do escritório da agência.

BUSINESS INTELLIGENCE – Para realizar um serviço de prospecção mais efetivo na atração de investimentos, a Adepe iniciou um processo de análise de inteligência de negócios para 19 cadeias produtivas de Pernambuco, que permitirá a estruturação de uma rotina inteligente com identificação, por exemplo, das necessidades de infraestrutura e qualificação profissional dos setores mais apropriados para serem atraídos no momento, além dos diferenciais competitivos por setor de atividade e dos elos faltantes das cadeias já consolidadas no Estado. “A ideia é apontarmos na mesma direção da estratégia de negócios da agência, alinhados às necessidades de cada cadeia produtiva”, observou o diretor geral de Atração de Investimentos, André Freitas. O trabalho deve ser realizado ao longo de dez meses, para tornar o Estado mais competitivo e atrativo aos olhos dos investidores.

ECONOMIA CRIATIVA – Após ampliar seu leque de atuação, antes restrito ao artesanato, a Adepe promoveu, em julho passado, a abertura da Loja de Moda Autoral de Pernambuco –Mape, por meio de sua Diretoria Geral de Promoção da Economia Criativa. A expectativa é de que ainda em dezembro seja inaugurada também a Loja de Bebidas Pernambucanas, que vai comercializar marcas de cerveja, cachaça e aguardente, vinhos artesanais, além de derivados da cadeia, como destilados, licores e cafés especiais. A loja, com aproximadamente 80m², está sendo montada no Armazém 11, no principal cartão postal do Recife, o Marco Zero, ao lado da Mape e do Centro de Artesanato de Pernambuco. O Armazém 11 se tornou um dos principais points da economia criativa da cidade. Nele já operam um café e a loja da Companhia Editora de Pernambuco – Cepe.

E-COMMERCE DO ARTESANATO – Já no primeiro mês de 2022, atendendo às necessidades do mundo "figital" – que une o físico ao suporte digital – entrará em atividade o e-commerce das lojas do Centro de Artesanato de Pernambuco, hoje com três lojas físicas: a do Marco Zero, a da cidade de Bezerros e a de Olinda, dentro do centro Cultural Mercado Eufrásio Barbosa, além da Mape. Com os portais de venda, as lojas poderão ganhar projeção nacional, atravessando as fronteiras do Estado e apresentando para todo Brasil o melhor do artesanato e da moda autoral pernambucana.

RECURSOS MINERAIS – Como propulsora do desenvolvimento econômico de Pernambuco, a Adepe tem, na recém-criada Gerência de Recursos Minerais, o desafio de fomentar a atividade mineral no Estado. Para atrair investimentos para o setor, a gerência pretende atualizar o Mapa Mineral de Pernambuco com um diagnóstico do potencial da situação atual e das possibilidades de exploração para a lavra de granito vermelho na cidade de Venturosa. Além disso, a agência vai atuar no Arranjo Produtivo Local Mineral, promovendo a articulação entre os segmentos e empresários do ramo.

GALPÕES PARA LOCAÇÃO - Para propiciar mais facilidade para implantação de novos negócios no estado, a construção de galpões para locação será ofertada como uma alternativa para as empresas que procuram uma forma rápida para inciar suas atividades. A previsão é que essa ação seja iniciada em novembro deste ano.

“A reestruturação da AD Diper e o processo de transição vem sendo conduzidos com muita competência pela equipe da agência, sob a liderança de Roberto Abreu e Lima, um servidor público de longa data. Tenho certeza que a Adepe, agora, está mais preparada para cumprir seu papel nesse processo de retomada da economia do País”, celebrou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Júlio.

SOBRE A ADEPE

A Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (Adepe) é uma sociedade de economia mista, integrante da administração indireta do Estado, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDEC). A agência tem como missão apoiar o desenvolvimento econômico e social do Estado, por meio de ações indutoras e do apoio aos setores industrial, agroindustrial, comercial, de serviços e de artesanato com foco em inovação (www.adepe.pe.gov.br).

 

Comentários

Últimas notícias