Dia do Nordestino

Nordestes Emergentes mostram uma região que se modernizou, mas precisa conviver com repertório de tradições

Pesquisa da Fundaj foi publicada pelo JC em outubro de 2013 e também foi discutida em seminário

Adriana Guarda
Adriana Guarda
Publicado em 08/10/2021 às 6:30
Iatã Cannabrava/Fundaj
FORTALEZA Orla da praia cearense foi comparada a Miami e o processo foi batizado de "miamização" - FOTO: Iatã Cannabrava/Fundaj
Leitura:

Nordestes Emergentes. Foi assim que a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) nomeou uma grande pesquisa realizada nos nove Estados nordestinos, em busca de uma identidade regional diversa. O resultado da peregrinação foi publicado pelo Jornal do Commercio, em outubro de 2013, numa série de reportagens de quatro dias. Republicamos parte desses textos nesta sexta-feira (8), em que se comemora o Dia do Nordestino.

A proposta da pesquisa foi desmistificar a imagem de um nordeste menor, de chão rachado, "primo pobre da nacionalidade", como costuma dizer a antropóloga Ciema Mello, coordenadora da iniciativa.
O trabalho foi realizada por um grande time de pesquisadores e fotógrafos brasileiros, que se dividiram pelos Estados em dez duplas. O grupo de fotógrafos foi escolhido pelo antropólogo e fotógrafo Mílton Guran e trouxe nomes de peso do cenário nacional, como Iatã Canabrava, Fernanda Chemale, Paula Sampaio e tantos outros.

SEMINÁRIO

O resultado do trabalho foi apresentado durante um seminário na Fundaj de Casa Forte. O diretor de Redação do JC, Laurindo Ferreira, participou do evento, comentando as produções do jornal sobre a região, que também trazem um Nordeste diferente daquele que costuma se retratar, de seca, pobreza e personagens desdentados.

Os Nordestes Emergentes são uma mistura do que está acontecendo de novo na região, na economia, na política, na cultura e na área social e a necessidade de preservar o seu rico repertório de tradições. Que o Dia do Nordestino sirva para acender essas reflexões. Viva o Nordeste e viva o nordestino!

Acompanhe parte do material produzido pelo JC sobre os Nordestes Emergentes:

Campanha do SJCC

Oito de outubro é o Dia do Nordestino, e não tem jeito melhor de celebrar a data do que espalhando para todo mundo o seu orgulho de ter nascido em uma região tão encantadora, não é? Clique aqui e baixe o vídeo da campanha "Orgulho de Ser Nordestino", do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, para compartilhar nas suas redes sociais.

Pode me chamar de amostrado, marminino! Eu chamo isso orgulho de ser nordestino!

Comentários

Últimas notícias