Agreste

Distrito Industrial de Caruaru receberá novas empresas e deve gerar 900 empregos

A prefeita Raquel Lyra assinou decreto de doação de terrenos para empresas com atividades industriais na cidade

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 03/12/2021 às 17:33
REPRODUÇÃO/YOUTUBE PREFEITURA DE CARUARU
Polo de Desenvolvimento Sustentável do Agreste (PDSA) - FOTO: REPRODUÇÃO/YOUTUBE PREFEITURA DE CARUARU
Leitura:

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), assinou decreto de doação de terrenos para empresários com atividades industriais na cidade e na região. O objetivo de fortalecer o Polo de Desenvolvimento Sustentável do Agreste (PDSA).

As áreas destinadas ficam localizadas no módulo II do Polo e foram garantidas por meio de reversões administrativas, com posses obtidas pela Prefeitura.

O decreto foi assinado em encontro realizado na última quarta-feira (1º), na sede do Governo Municipal.

Raquel defende que a medida vem contribuir para com a expansão das atividades do PDSA, gerando receita e empregos para a economia local.

“Caruaru possui uma potencialidade enorme em relação ao setor industrial e, na medida em que a Prefeitura passa a incentivá-lo com a doação de terrenos, que se encontravam inutilizados ou subutilizados, a expectativa é de que haja geração de mais riquezas para o nosso município com o aumento de produção, faturamento e criação de postos de trabalho”, disse a gestora.

O decreto contemplou empresas de diferentes gêneros, que já atuavam no Polo e planejavam ampliação, que possuíam unidades em outros municípios, bem como que operavam em outras áreas territoriais de Caruaru.

Isenção

Além dos terrenos, ao se instalarem no módulo II, as contempladas contarão com isenções de IPTU e de ISSQN, por períodos determinados pela Lei Municipal n° 4666/2008. Em contrapartida, terão de manter as atividades em funcionamento.

A Iplamm Indústria de Plásticos foi um dos empreendimentos beneficiados com a doação de terreno. Segundo o proprietário Dilson Medeiros, a medida veio atender a um objetivo já antigo da empresa.

“Há pelo menos 12 anos que nos encontrávamos nessa luta para conseguirmos uma área para produção no Polo Industrial. Com gestões anteriores, não havíamos obtido sucesso, mas, agora, contamos com uma Prefeita que tem o olhar também voltado para o empreendedorismo”, afirmou.

Além da Iplamm, mais seis empresas foram contempladas, sendo elas, a Vitória Bebidas, PM Malhas, Rural Shop, Brita Mix, Cabo’s e a Andrade Distribuidora. A expectativa é de que elas deverão gerar quase 900 empregos diretos, após as suas instalações no PDSA.

Comentários

Últimas notícias