Oportunidade

Inscrições para seleção do Censo 2022 terminam na próxima quarta (29); salário é de até R$ 2.100

Confira as vagas disponíveis e saiba como se inscrever

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 24/12/2021 às 15:41
Tânia Rêgo/Agência Brasil
As inscrições para os processos seletivos simplificados do Censo 2022 entraram na reta final - FOTO: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Leitura:

As inscrições para os processos seletivos simplificados do Censo 2022, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estão na reta final. Os interessados nas 241 vagas para Agente Censitário Municipal (ACM), nas 791 oportunidades para Agente Censitário Supervisor (ACS) e nos 7.961 postos de trabalho para recenseador podem se inscrever até a próxima quarta-feira (29).

Há vagas em todos os municípios do Estado. A taxa de inscrição para as funções de agente censitário, que exigem nível médio, é de R$ 60,50 e para recenseador, cujo requisito mínimo é o ensino fundamental completo, é de R$ 57,50. Os valores podem ser pagos em qualquer banco, casa lotérica ou pela internet até 25 de janeiro. As provas tanto para ACM / ACS quanto para recenseador serão aplicadas em 27 de março. O resultado final dos aprovados será divulgado em 6 de maio. As inscrições devem ser feitas via internet no site da banca organizadora do processo seletivo, a FGV.

De acordo com o IBGE, os profissionais aprovados irão trabalhar na coleta de informações do Censo 2022, que vai entrevistar moradores de todos os domicílios brasileiros. Os contratos para ACM/ACS terão duração prevista de cinco meses; para recenseador, o prazo é de até três meses, podendo ser renovados de acordo com as necessidades do IBGE e a disponibilidade orçamentária.

Jornada

Os Agentes Censitários Municipais (ACM) e os Agentes Censitários Supervisores (ACS) têm jornada de 40 horas semanais. Os candidatos aos dois cargos farão a mesma prova, e os mais bem colocados em cada cidade vão ocupar a vaga de Agente Censitário Municipal, que tem como função coordenar as atividades do censo nas cidades onde foram aprovados. Já os ACS vão supervisionar as equipes de recenseadores. As remunerações são de R$ 2.100 para ACM e R$ 1.700 para ACS. Além do salário, os aprovados terão direito a auxílio-alimentação, auxílio- transporte, auxílio pré-escola, férias e 13º salário proporcionais, de acordo com a legislação em vigor e conforme o estabelecido no edital.

Os recenseadores irão visitar todos as residências do país, entrevistando seus moradores. Eles serão remunerados por produtividade, de acordo com o número de domicílios visitados e também terão direito a 13º e férias proporcionais. No hotsite do Censo 2022, há um simulador no qual os recenseadores podem verificar a remuneração a ser obtida, com base nos valores pagos por setor censitário nas diferentes localidades do país. A jornada de trabalho recomendável para os recenseadores é de, no mínimo, 25 horas semanais.

Segundo o IBGE, o ideal é que os aprovados no processo seletivo para o cargo sejam moradores das próprias localidades onde irão trabalhar, para economia de custos com deslocamentos e maior produtividade nas visitas domiciliares.

Assuntos das provas para ACM, ACS e Recenseador

Os candidatos a ACM e ACS farão prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório, com questões de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico Quantitativo, Ética no Serviço Público, Noções de Administração / Situações Gerenciais e Conhecimentos Técnicos.

O conteúdo programático está disponível no edital.

Já os candidatos a recenseador farão prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, com questões de Língua Portuguesa, Matemática, Ética no Serviço Público e Conhecimentos Técnicos.

O conteúdo também está no edital.

O IBGE também disponibilizou uma apostila de conhecimentos técnicos para que o candidato obtenha os conhecimentos necessários para responder as questões sobre a operação censitária. A apostila e o Código de Ética do IBGE estão disponíveis no site da FGV.

 

Treinamento para recenseador é eliminatório

Além da prova, os recenseadores receberão treinamento presencial e à distância, de caráter eliminatório e classificatório, com duração de cinco dias e carga horária de oito horas diárias. O treinamento é composto por duas etapas: autoinstrução, que consiste na leitura do Manual do Recenseador, e curso presencial.

Ao final da etapa presencial, o candidato realizará o Teste Final do Treinamento. Quem não obtiver o mínimo de 50% de acertos e, pelo menos, 80% de frequência será eliminado do processo seletivo. Os candidatos que tiverem pelo menos 80% de frequência no treinamento presencial receberão uma ajuda de custo, referente aos dias em que compareceram integralmente.

Isenção de taxa de inscrição

Os processos seletivos para o Censo 2022 permitem a solicitação da isenção do pagamento da taxa de inscrição para pessoas inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, o CadÚnico.

Para recenseador, o pedido deverá ser feito até o dia 29 de dezembro. Após o envio dos dados e documentação necessária, a solicitação passará por uma análise da organizadora. O resultado preliminar dos pedidos de isenção de taxa será no dia 11 de janeiro, cabendo recursos nos dias 12 e 13 de janeiro.

No dia 24 de janeiro, sai o resultado definitivo. Caso o pedido de isenção seja indeferido, o candidato poderá pagar a taxa até o dia 25 de janeiro.

Candidato que descumprir protocolos sanitários contra a Covid-19 pode ser eliminado

Todas as etapas do Censo 2022, incluindo as provas, treinamentos e a coleta dos dados, seguirão protocolos sanitários de prevenção à Covid-19. Bruno Malheiros explica que, no dia do exame, o candidato que descumprir as medidas de proteção será eliminado do processo seletivo.

"Será exigido o uso obrigatório de máscaras e o distanciamento seguro entre candidatos e aplicadores de prova. Vamos disponibilizar álcool em gel em todos os locais de prova e todos deverão seguir as medidas para evitar aglomerações, respeitando as legislações locais”, disse o coordenador de RH do IBGE. Os mesmos procedimentos deverão ser seguidos nos treinamentos presenciais dos recenseadores.

Comentários

Últimas notícias