SUSTENTÁVEL

Neoenergia prorroga inscrições para projetos de eficiência energética até 07 de fevereiro

A companhia vai disponibilizar R$ 9,5 milhões que serão empregados nos projetos a serem escolhidos pela empresa

Angela Fernanda Belfort
Angela Fernanda Belfort
Publicado em 03/01/2022 às 17:42
O prazo para inscrições do projeto de eficiência energética da Neoenergia foi prorrogado. A empresa vai bancar iniciativas no valor de R$ 9,5 milhões FOTO:
Leitura:

A Neoenergia Pernambuco prorrogou as inscrições de propostas na chamada pública para selecionar projetos de eficiência energética no Estado. Os recursos disponibilizados pela concessionária serão de R$ 9,5 milhões. As propostas podem ser enviadas até o dia 7 de fevereiro de 2022, pelo portal da chamada, acessível através do site da empresa (www.neoenergiapernambuco.com.br), lugar em que foi disponibilizado o edital. Os recursos serão investidos em melhorias de instalações, micro e minigeração fotovoltaica e aquecimento solar de água. 

>> Programa de Eficiência Energética para a Indústria foi lançado em setembro

O edital da chamada pública precisou passar por algumas revisões, o que motivou a ampliação do prazo de inscrição em cerca de 30 dias. A intenção é dar um tempo maior para os interessados elaborarem suas propostas com mais assertividade. As alterações no documento e seus anexos estão sinalizadas e também estão disponíveis no site.

Serão aceitos projetos de micro e minigeração com fonte incentivada solar fotovoltaica, aquecimento solar de água, iluminação, sistemas motrizes e condicionamento ambiental. As iniciativas selecionadas deverão ser executadas ao longo de 2022.

“Com a chamada pública, o processo de escolha dos projetos que fazem parte do Programa de Eficiência Energética é mais transparente e democrático, visando uma maior participação da sociedade. O objetivo é de estimular o uso mais eficiente de energia, com práticas sustentáveis”, afirma o supervisor de Eficiência Energética da Neoenergia Pernambuco, Artur Costa.

Podem se inscrever consumidores que estejam em dia com as distribuidoras do Grupo - o que inclui a Neoenergia Pernambuco, antiga Celpe, e as distribuidoras da Bahia e do Rio Grande do Norte - e façam parte dos segmentos de poder público, comércio e serviços, serviço público, condomínios residenciais e industrial, de acordo com o edital. As regras cumprem as determinações do Programa de Eficiência Energética (PEE), regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Cada projeto deve ter um aporte mínimo de R$ 200 mil e máximo de R$ 1,5 milhão, exceto para industrial, que pode ter valor máximo de R$ 3,8 milhões. Ações para o segmento industrial receberão R$ 5 milhões. Os investimentos em propostas para comércio e serviços terão investimento de R$ 1,5 milhão, além de R$ 1 milhão destinado a serviços públicos, R$ 1 milhão ao poder público e R$ 1 milhão ao segmento residencial (condomínios).

A Neoenergia Pernambuco distribui energia elétrica para os 184 municípios de Pernambuco e para a cidade de Pedras de Fogo, na Paraíba. Também é responsável pela geração e distribuição de energia elétrica no Arquipélago de Fernando de Noronha. Sua área de concessão é de 98,5 mil quilômetros quadrados. A empresa tem 3,8 milhões de clientes (9,4 milhões de habitantes).

Comentários

Últimas notícias