Especial

Balanço empresarial: série do JC destaca cenário econômico de Pernambuco

A partir de segunda, 27, Jornal do Commercio publica sequência de reportagens sobre as empresas que mais cresceram em Pernambuco

JC
JC
Publicado em 20/09/2021 às 8:41
Especial
EDER MELO/ACERVO JC IMAGEM
ECONOMIA Setor sucroalcooleiro foi destaque no Balanço Empresarial Maiores e Melhores de Pernambuco - FOTO: EDER MELO/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Matéria atualizada em 21/09, às 15h00

Pensar estratégias para garantir o crescimento dos diversos índices de uma empresa é um verdadeiro desafio para se manter competitivo no mercado. Com a pandemia da Covid-19, as organizações - assim como todo o mundo - precisaram se redobrar para contornar os impactos provocados pela doença. É avaliando o comportamento das corporações diante deste cenário que, a partir desta quarta-feira (21), o Jornal do Commercio apresenta a 15ª edição do Balanço Empresarial Maiores e Melhores de Pernambuco, uma iniciativa realizada pelo economista e consultor José Emílio Calado, da JBG&Calado, que elege as 50 empresas que mais se destacaram no Estado no último ano.

O levantamento é feito desde 2007 e leva em consideração as demonstrações contábeis publicadas no Diário Oficial pelas empresas. Com base nessas informações, elas são avaliadas pelos indicadores: Ativo; Receita Líquida; Variação da Receita Líquida; Lucro Líquido; Variação do Lucro Líquido; Crescimento do Ativo Imobilizado; Rentabilidade do Patrimônio Líquido e Margem Líquida. Para a edição deste ano, foram analisadas 240 empresas em todo o Estado e foi criado um ranking com as que tiveram os melhores resultados.

Leia também:

>> TV Jornal estreia estúdio e promove mudanças nos programas; confira

“Com o Balanço Empresarial, podemos observar com mais detalhes o que está acontecendo na economia. No estudo deste ano, pudemos constatar que Pernambuco tem uma base industrial e de infraestrutura muito forte. Os setores de energia, tecnologia e saúde também se destacaram. Isso mostra um retrato minucioso da economia do Estado e isso é importante, inclusive, para as próprias empresas, que poderão ver como as outras organizações do seu segmento estão se comportando”, pontua Calado.

FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
REFERÊNCIA Levantamento feito pelo consultor José Emílio Calado mostra cenário econômico de Pernambuco - FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM

Para marcar a edição, o JC soma força à iniciativa e vai publicar uma série de reportagens sobre cada um dos oito indicadores, repercutindo os dados das empresas que mais cresceram em meio à pandemia. Para o diretor do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC) Vladimir Melo, há grande expectativa devido à importância deste levantamento.

“O ano de 2020 foi bastante desafiador. Todas as empresas de Pernambuco e do mundo se viram obrigadas a reagir em meio a um cenário muito adverso. O projeto Maiores e Melhores dá o merecido destaque às organizações que conseguiram ter um bom desempenho. E o Jornal do Commercio faz uma cobertura aprofundada, de quem acompanha de perto o movimento da economia do nosso Estado”, comenta Vladimir Melo.

Ascensão

Dentre os diversos segmentos que se destacaram no Balanço Empresarial 2021, um chamou mais atenção: o sucroalcooleiro. De acordo com José Emílio Calado, o setor apresentava retração nos últimos anos, mas cresceu significativamente no ano passado.

“Este é um setor tradicional da economia de Pernambuco que vinha perdendo sua importância ao longo dos anos. Em 2020, pudemos constatar que foi um ano esplendoroso para as empresas do ramo com o aumento de receita e lucros. Vejo isso como um fator que atenuou a crise, já que é um setor que emprega muita mão-de-obra e, consequentemente, gera um efeito positivo na economia”, finaliza Calado.

Comentários

Últimas notícias