CAMPEONATO PERNAMBUCANO

Diretor da FPF revela isenção para registros de atletas e apresenta restrições para retorno do Pernambucano

Murilo Falcão também afirmou que a FPF aguarda aprovação de protocolo para definir data de retorno do Estadual

Pedro Alves
Pedro Alves
Publicado em 04/06/2020 às 15:01
Notícia
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
A ideia da Federação Pernambucana de Futebol é que o Campeonato Pernambucano retorne no dia 28 de junho. - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

A contagem regressiva para o retorno do futebol já começou. A ideia inicial da Federação Pernambucana (FPF) é recomeçar os treinamentos dos jogadores a partir do dia 15 de junho. Porém, clubes do interior correm contra o tempo para montar seus elencos novamente. Isso porque algumas dessas equipes dispensaram seus jogadores ou tiveram seus contratos encerrados no final de abril - data que estava prevista o fim do estadual. 

Para ajudar essas equipes, o diretor de competições da FPF, Murilo Falcão, revelou em entrevista para Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal, que a Federação conseguiu uma liberação junto a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) da prorrogação do prazo de inscrição no Campeonato Pernambucano até o início da última rodada, além da isenção na taxa de registro de atletas.

OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

“Os clubes estão começando a chamar os seus atletas e para facilitar nós conseguimos com a CBF a liberação para inscrever atletas até a última rodada da primeira fase, que é a rodada que está faltando. Estes clubes que não tem a prolongação do calendário vão poder inscrever  atletas novos ou de base e assim concluir o campeonato impedindo um prejuízo financeiro ainda maior. Todas as taxas de renovação, contratação e extensão de contrato estão com custo zero, tanto na FPF quanto na CBF”, afirmou o diretor.

Também em entrevista para a Rádio Jornal, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, afirmou que a entidade trabalha para o retorno do Campeonato Pernambucano para o dia 28 de junho ou nos primeiros dias de julho.

No entanto, Murilo Falcão foi mais comedido sobre o assunto, revelando que a ideia é de recomeçar a competição no dia 28, mas precisa de uma aprovação do Governo de Pernambuco e da Secretaria de Saúde.

“Estamos apresentando esse cronograma e o calendário ao comitê do governo do combate ao corona e só podemos divulgar essa data com autorização deles. Temos essa data de 28 de junho, mas estamos aguardando essa aprovação final que está sendo estudada semana após semana para poder voltar. Claro que os jogos vão voltar sem o público e terá  que ser acompanhado pela televisão, vai ser um novo mundo como está sendo na europa”, esclareceu.

Restrição

Com o campeonato retornando, a restrição com pessoas envolvidas na partida acontecerá de forma bem rígida. Segundo Murilo todas as partes serão afetadas para evitar a propagação do coronavírus, mesmo com os estádios sem a presença do público.

“Haverá uma redução bastante significativa nos eventos. A detentora de TV usava três ou quatro equipes para fazer uma transmissão simultânea, ela vai usar apenas uma. Nós teremos que cumprir um distanciamento mínimo dentro das cabines de rádio, alguns profissionais de rádio terão que trabalhar na arquibancada”, disse Murilo que completou dizendo que não só a equipe de transmissão será afetada.

“Será bastante reduzido o número de gandulas, que nós trabalhávamos com oito e vamos reduzir para quatro. O policiamento também haverá uma redução significativa, além do rodízio do pessoal de apoio, do pessoal de engenharia. Será uma redução significativa”, completou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias