MESTRADO

Novo desafio de Joanna Maranhão

Gabriela Máxima
Gabriela Máxima
Publicado em 27/08/2020 às 2:00
Leitura:

A ex-nadadora olímpica Joanna Maranhão está com tudo pronto para iniciar jornada na Europa. No domingo, embarcará para a Bélgica para iniciar o curso de mestrado em Ética e Integridade no Esporte. O sonho antigo de estudar fora do país será realizado ao lado do marido Luciano Correa e do filhinho Caetano. A família fará o teste da covid-19 hoje. Isso porque a viagem só será autorizada se todos apresentarem teste negativo para o novo coronavírus. Já na Bélgica, eles vão precisar ficar isolados durante 14 dias, tempo necessário para cumprir a quarentena.

Joanna fez aplicação para o curso de mestrado no ano passado. Foi aprovada, mas desistiu da ideia quando tomou conhecimento que Caetano poderia ter diagnóstico positivo para lúpus. "Eu estava cogitando fazer a viagem e iniciar o curso, que teria o primeiro semestre no Reino Unido. Mas Caetano teve sintomas de lúpus durante o neonatal. E se ele tivesse eu também teria. Fizemos os exames, mas meu coração de mãe disse para eu desistir naquele momento", relatou a ex-nadadora olímpica. Na época Joanna trabalhava na Secretaria de Esportes do Recife.

Joanna não sabia, mas a aplicação para o curso tem validade de dois anos. O professor da instituição de ensino voltou a contatá-la em maio passado. Perguntou se ela ainda estava interessada nos estudos e lançou novamente o convite. Na mesma época surgiu a oportunidade de também lançar candidatura a vereadora. "Andei com as duas possibilidades, mas não estou preparada para disputar eleição. A eleição é só uma parte do processo, que requer mais. E outra coisa, eu sempre senti falta de ter uma experiência de estudar fora. Esse é o mestrado que eu quero e vai abordar conteúdos que sou bastante interessada como sexualidade, dopagem...", argumentou.

O primeiro semestre do curso será início em Louven, na Bélgica. Depois Joanna e família vão a Praga, na República Checa, e Barcelona, na Espanha. O quarto semestre será realizado na cidade onde o tema da dissertação de Joanna se encaixar melhor. As opções são também País de Gales, Grécia e Suécia.

Joanna acumula quatro participações em Jogos Olímpicos, títulos pan-americanos e brasileiros, além do melhor resultado da natação feminina brasileira em Olimpíadas - o 5º lugar em Atenas-2004 nos 400m medley. Ela conta que a ansiedade que sente hoje com a viagem e a mudança de vida é parecida com o "friozinho na barriga" que sentiu no alto rendimento esportivo.

"Nunca tive medo de mudança. Mas agora tenho um filho e tudo muda. Sempre quis realizar esse sonho. Vi meus irmãos em mestrado e era algo que também queria. É a ideia de 'você está indo e tem que concluir'. Vou tirar meu filho do convívio dos avós, tem toda a mudança. É um sentimento próximo do friozinho na barriga que vive quando atleta. Tem tudo isso, mas é tudo muito positivo, estou feliz", concluiu Joanna.

Comentários

Últimas notícias