Pandemia

Refeno 2020 ameaçada por protocolo de segurança de Fernando de Noronha

Quarentena imposta aos velejadores que chegarem à ilha compromete cronograma do evento

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 02/09/2020 às 16:44
Notícia
Foto: Divulgação/Cabanga
Refeno 2020 está agendada para o dia 26 deste mês - FOTO: Foto: Divulgação/Cabanga
Leitura:

O protocolo de segurança contra o coronavírus imposto aos visitantes de Fernando de Noronha pode comprometer a 32ª Regata Internacional Recife-Fernando de Noronha (Refeno). De acordo com o documento, depois que chegarem à Ilha, os velejadores terão de passar mais 48h nos barcos para só então serem testados. A organização da prova contesta o procedimento, pois os participantes, na prática, já terão cumprido 72 horas de isolamento na viagem até o arquipélago. Além de terem sido submetidos ao teste antes de saírem do Recife. 

Antes da pandemia, a Refeno estava agendada para 26 de setembro, mas foi remarcada para 10 de outubro. Caso tenham que cumprir a determinação da administração da Ilha, os organizadores ficarão um dia atrasado na premiação, prevista para o dia 14 de outubro. 

Ainda não há definição sobre como a questão poderá ser equacionada. De acordo com a assessoria de comunicação do Cabanga Iate Clube, porém,  a coordenação da regata está em contato com o Governo de Pernambuco. "Solicitou, em caráter de urgência, uma teleconferência com a Administração da Ilha, a Secretaria de Saúde e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico para esclarecer esses pontos e tentar um protocolo que garanta as condições de realização da regata e de saúde para todos os participantes e ilhéus", diz parte da nota emitida pela organização da Refeno.

 

 

 

 

 Coordenação da Regata Internacional Recife/Fernando de Noronha (Refeno) tomou conhecimento, pelas mídias sociais, de um "Protocolo Noronha para Refeno 2020". Em uma primeira análise deste documento, os itens 4 e 5 inviabilizariam a realização da edição 2020 por haver redundância de quarentena para prevenção à Covid-19, pois todos os velejadores já cumpririam 72 horas de quarentena no mar e iriam cumprir mais 48 horas de quarentena na Ilha.

Tudo isso após todos os participantes já terem sidos testados contra Covid-19 em Recife na véspera da prova, marcada para o dia 10 de outubro. Diante disso, os velejadores só poderiam circular pela Ilha a partir da quinta-feira (15/10), o que excede a própria programação da Regata, prevista para encerrar na quarta-feira (14/10).

A Organização da Regata está mantendo contato com o Governo de Pernambuco e já 

Comentários

Últimas notícias