BRASILEIRÃO

CBF explica critério para adiamento das partidas do Brasileiro por conta da covid-19

A entidade alega que estabeleceu, com anuência da grande maioria dos clubes, o mínimo de 13 atletas não infectados para que a partida seja realizada.

JC
JC
Publicado em 24/09/2020 às 22:47
Notícia

ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO
Flamengo tem 16 jogadores com coronavírus e pediu adiamento do jogo de domingo contra o Palmeiras - FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO
Leitura:

Através de uma nota, a CBF explicou na noite desta quinta (24) o critério utilizado para adiamento de jogos do Campeonato Brasileiro. No texto, a entidade alega que estabeleceu, com anuência da grande maioria dos clubes, o mínimo de 13 atletas não infectados para que a partida seja realizada.

Também foi apresentada a possibilidade de aumento do limite de inscrições para a Série A de 40 para 50 atletas. A grande celeuma do momento é o jogo Palmeiras x Flamengo, domingo. O rubro-negro tem 16 jogadores com coronavírus e pediu adiamento da partida.

> Reunião sobre volta das torcidas aos estádios acaba em discussão e sem consenso

> Governo do Rio libera volta parcial do público aos estádios de futebol

NOTA

A CBF também falou sobre a reunião virtual com os clubes que ocorreu na tarde desta quinta, na qual não houve consenso sobre a volta parcial das torcidas aos estádios.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informa que, em reunião por videoconferência com os clubes da Série A do Brasileirão e as respectivas Federações Estaduais, realizada nesta quinta-feira, 24, para discussão do retorno do público aos estádios, a grande maioria dos participantes se manifestou favorável ao retorno do público em data e quantidade a serem definidas, desde que de forma isonômica e com permissão das autoridades dos Estados e Municípios correspondentes. O tema voltará a ser debatido em reunião futura.

No mesmo encontro, a CBF explicou o critério utilizado para adiamento de jogos do Campeonato Brasileiro. A entidade compartilhou com os clubes que vem adotando premissas objetivas para análise dos pedidos de adiamento, levando em consideração: a quantidade de atletas inscritos pelos clubes, de atletas infectados, o número de jogadores disponíveis e o limite máximo de inscrições para cada competição, nos termos dos respectivos regulamentos.

Em linha com a jurisprudência que vem sendo construída pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD) sobre o tema, a CBF estabeleceu, com anuência da grande maioria dos clubes, o mínimo de 13 atletas não infectados para que a partida seja realizada. Na ocasião, tendo sido apresentada a possibilidade de aumento do limite de inscrições para o Campeonato Brasileiro da Série A de 40 para 50 atletas, os clubes se manifestaram favoravelmente.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias