Organizadas

Suspeitos da morte de torcedor do Sport, membros de uniformizada do Santa Cruz são presos pela Polícia Civil

A morte do torcedor do Sport aconteceu no ano de 2019

JC
JC
Publicado em 06/10/2020 às 20:15
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Apesar da proibição, uniformizadas continuam presentes - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Em ação da Polícia Civil de Pernambuco, através da operação Igneus, cinco integrantes da organizada Inferno Coral foram presos nesta terça-feira (6), suspeitos de estarem envolvidos na morte de um torcedor do Sport em 20 de novembro de 2019, na Avenida Norte, no Recife. Foi expedido contra todos eles um pedido de prisão preventiva, em uma operação que ocorreu nas cidades do Recife, Paulista e Abreu e Lima. A vítima, Evandro do Nascimento Santos, ainda chegou a ser socorrido ao Hospital da Restauração, no bairro do Derby. Porém, após três dias internado, não resistiu aos ferimentos e faleceu.

"Foi uma operação deflagrada para prender sete alvos, sete pedidos de prisão preventiva, cinco deles torcedores antiga Inferno Coral, que hoje é uma organização ilícita voltada a cometer esse tipo de arruaça. E no dia 20 de novembro eles agrediram um torcedor do Sport e foram identificados graças às imagens de circuitos de segurança e ao depoimento de testemunhas", afirmou o delegado Bruno Magalhães, gestor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

LEIA MAIS

> Justiça determina extinção compulsória da Torcida Jovem, Inferno Coral e Fanáutico

> Betinho realiza procedimento e em breve deve voltar a jogar pelo Sport

> Justiça anula extensão de mandato e adiamento das eleições no Santa Cruz

A operação mobilizou 30 policiais civis e é vinculada à Diretoria Integrada de Polícia Especializada da Polícia Civil (Diresp), sob coordenação do DHPP. Ainda foram apreendidas roupas com a marca da organizada e que pertenciam aos suspeitos.

"Fora os cinco presos dessa ex-torcida ilegal, houve também uma prisão referente a um homicídio na Macaxeira e tráfico de drogas em Água Fria. A operação foi presidida pelos delegados Roberto Lobo e Yan Campos da 5ªDPH sob a coordenação da DHPP e DIRESP", afirmou Bruno Magalhães.

EXTINÇÃO

Desde fevereiro deste ano, a Justiça determinou a extinção das principais torcidas organizadas do Sport, Santa Cruz e Náutico. Porém, mesmo depois da medida, os membros das uniformizadas continuam praticando atos de vandalismo na Região Metropolitana do Recife (RMR). Ainda mais em dias de jogos quando as torcidas ainda estavam liberadas nos estádio antes da pandemia do novo coronavírus.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias