FRANÇA

Atacante do Angers é condenado a seis meses de prisão por exibição sexual

O atleta deverá se submeter a tratamento psiquiátrico, pagar uma multa de dois mil euros (R$ 13,5 mil), além de indenizar as vítimas por danos morais

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 29/10/2020 às 10:33
Notícia

LOU BENOIST / AFP PHOTO
Farid El Melali, atacante do Angers, foi condenado a seis meses de prisão - FOTO: LOU BENOIST / AFP PHOTO
Leitura:

Farid El Melali, atacante do Angers, time que disputa o Campeonato Francês, foi condenado, nesta quinta-feira, a seis meses de prisão por três atos de exibição sexual diante de duas mulheres entre os meses de março e abril.

Em princípio, o jogador, de 23 anos, não precisará cumprir a pena, exceto ocorra reincidência durante os próximos seis meses. Neste período, o atleta deverá se submeter a tratamento psiquiátrico, pagar uma multa de dois mil euros (R$ 13,5 mil), além de indenizar as vítimas por danos morais. Ambas são suas vizinhas, uma inclusive mora no mesmo prédio que o atleta.

"Minha cliente está muito chocada. Ele (Farid El Melali) ficou dois dias seguidos na frente de sua janela, o que lhe causou um ataque de pânico. Meu cliente decidiu sair de sua casa após o confinamento", explicou Sophie Dufourgburg, advogado de uma das vítimas.

Na quarta-feira, outro atacante do Angers, Stéphane Bahoken, foi condenado a quatro meses de prisão, também com adiamento da pena, por atos violentos, insultos e ameaças de morte à ex-namorada. Foi condenado a três meses de prisão por crime de Segurança Viária, também sem cumprimento da pena em princípio.

O Angers é o oitavo colocado no Campeonato Francês, com 13 pontos, cinco atrás dos líderes Paris Saint-Germain e Lille. Em oito jogos, a equipe soma quatro vitórias, um empate e três derrotas.

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias