Susto

Juiz brasileiro de tênis se recupera bem após internação na Austrália

Carlos Bernardes precisou ser socorrido às pressas durante quarentena em Melbourne para o Austrália Open

Agência Brasil
Agência Brasil
Publicado em 22/01/2021 às 8:54
Notícia

Twitter/Reprodução
Fotos de Bernardes sendo conduzido a uma ambulância foram publicadas em redes sociais na última quarta-feira (21) - FOTO: Twitter/Reprodução
Leitura:

O árbitro de tênis brasileiro Carlos Bernardes se recupera bem após ser internado no hospital na última quarta-feira, enquanto estava em quarentena em Melbourne, antes do Australian Open, competição programada para acontecer no próximo mês, informou o ATP Tour nesta quinta-feira (21).

A associação disse que o problema de saúde de Bernardes não estava relacionado ao novo coronavírus (covid-19), enquanto a mídia local, incluindo o Yahoo Austrália, disse que o árbitro brasileiro sofreu um ataque cardíaco.

“Após a internação no hospital [não relacionada à covid-19] na quarta-feira em Melbourne, temos a satisfação de informar que o árbitro da ATP Carlos Bernardes está se recuperando bem”, informou a associação em postagem no Twitter.

“Carlos transmite o seu agradecimento por todos os votos de boa sorte que recebeu e nós desejamos uma recuperação total”, informou.

Fotos de Bernardes sendo conduzido a uma ambulância foram publicadas em redes sociais na última quarta-feira. Nem a Tennis Australia, nem a Associação de Tenistas Profissionais (ATP) responderam de imediato a um pedido de comentário feito pela Reuters.

O site brasileiro TenisNews noticiou que ele deve ter alta no sábado.

Membro da ATP Tour desde 1990, Bernardes arbitrou as finais masculinas do US Open de 2006 e 2008 e a decisão masculina de Wimbledon de 2011.

CONFINAMENTO

Cerca de 72 tenistas estão confinados em seus quartos de hotel durante 14 dias e sem permissão para treinar para o Australian Open (que neste ano acontece entre 8 e 21 de fevereiro) porque passageiros de três voos fretados testaram positivo para o novo coronavírus.

Outros jogadores que chegaram em voos diferentes também estão cumprindo uma quarentena obrigatória, mas têm permissão de sair de seus quartos de hotel durante cinco horas por dia para treinar.

 

Comentários

Últimas notícias