CONFUSÃO

Horas antes do clássico entre Sport e Náutico, sede do Timbu é alvo de vandalismo; veja vídeo

A confusão foi registrada por moradores vizinhos do estádio dos Aflitos, que divulgaram vídeos dos momentos de tensão nas redes sociais

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 02/05/2021 às 14:53
Notícia
REPRODUÇÃO/TWITTER
Pessoas ainda não identificadas, que portavam pedaços de madeira e bombas tipo rojão, depredaram a sede do Náutico - FOTO: REPRODUÇÃO/TWITTER
Leitura:

Horas antes do Clássico dos Clássicos, entre Sport e Náutico, neste domingo (2), na Ilha do Retiro, a sede do Timbu foi alvo de vandalismo por parte de pessoas ainda não identificadas, que portavam pedaços de madeira e bombas tipo rojão. A confusão foi registrada por moradores vizinhos do estádio dos Aflitos, que divulgaram vídeos dos momentos de tensão nas redes sociais.

Procurado pelo JC, o vice-presidente do Náutico, Diógenes Braga, que o clube alvirrubro está apurando o fato, bem como os possíveis prejuízos ao Timbu. "A princípio quebraram portão e grades, mas ainda estamos levantando o que houve", contou.

Em nota enviada à imprensa, o Náutico afirmou que sua sede sofreu uma tentativa de invasão por parte daquilo que chamou de "um grupo de marginais".  O clube disse ainda que aPolícia Militar foi acionada e logo chegou ao local, fazendo a dispersão e abordando algumas pessoas nas proximidade.

Leia a íntegra da nota:

"O Clube Náutico Capibaribe vem a público esclarecer os fatos que cercam a tentativa de invasão, neste domingo (2), por parte de um grupo de marginais, ao estádio dos Aflitos.

No meio da manhã deste domingo, um grupo de marginais, portando barrotes e barras de ferro, tentou entrar, sem sucesso, nas dependências do estádio. A tentativa aconteceu através do portão que fica localizado na Rua da Angustura. A Polícia Militar foi acionada e logo chegou ao local, fazendo a dispersão e abordando algumas pessoas mais à frente.

Ressaltamos que nenhum funcionário do Náutico ficou ferido. O portão no qual o grupo tentou entrar ficou danificado, mas logo foi reparado. Entendemos que o futebol é um local agregador e familiar, não permitindo que ações como essas aconteçam, ainda mais momentos antes de um clássico a ser disputado sem torcida. Pedimos que as autoridades competentes tomem as medidas cabíveis e minimizem ações semelhantes a estas no futuro."

A reportagem entrou em contato com a PM, mas até a última atualização desta matéria, não havia recebido retorno.

Comentários

Últimas notícias