Pandemia

Conmebol inicia vacinação nos clubes contra covid-19 e delegação do Atlético-GO recebe primeira dose

Entidade sul-americana recebeu doses em parcerias com laboratório chinês e o governo do Uruguai

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 07/05/2021 às 1:48
Notícia
AFP
As vacinas da Conmebol foram recebidas pelo governo do Uruguai. - FOTO: AFP
Leitura:

A Conmebol iniciou nessa quinta-feira a vacinação nos clubes que estão disputando a Libertadores e a Sul-Americana. Em uma parceria com o laboratório chinês Sinovac, a entidade recebeu 50 mil doses no fim do mês passado para aplicar nos clubes e seleções que irão disputar as competições continentais desta temporada. Por meio da conta pessoal no Twitter, o presidente do Atlético-GO, Adson Batista, registrou o momento que foi vacinado. Ele ainda contou que todos os membros da delegação da equipe brasileira receberam os imunizantes. Todos os procedimentos foram realizados na sede da Conmebol, em Assunção, no Paraguai.

"No total, 44 doses da vacina Coronavac foram aplicadas em todos os membros da delegação do Atlético Goianiense. Agradeço imensamente à Conmebol. Por terem dado todo apoio ao clube para vacinação de todos. Seremos eternamente gratos", escreveu o presidente do Atlético-GO, que venceu o Libertad, nessa quinta-feira, no Paraguai, em partida válida pela terceira rodada da Sul-Americana.

LEIA MAIS

> Conmebol vai entregar a federações nacionais vacinas doadas pela China contra a covid-19

> Chegam ao Uruguai 50 mil vacinas chinesas doadas à Conmebol

> Conmebol recebe doação de 50 mil doses de vacina contra covid-19 para jogadores sul-americanos

O início da imunização também foi registrado pelo presidente da entidade sul-americana, Alejandro Domínguez, na mesma rede social. O mandatário também registrou a vacinação em uma equipe de árbitros e na delegação do Atlético Nacional.

"Durante esta noite foram vacinados contra covid-19, na sede da Conmebol, os jogadores da equipe do Atlético Goianiense, entre outros. Os primeiros já chegaram! Estamos juntos para tornar o nosso futebol mais seguro", disse o dirigente sul-americano.

Comentários

Últimas notícias