AMISTOSO

Seleção olímpica dá vexame e perde amistoso de virada para Cabo Verde

Os famosos e milionários jogadores do técnico André Jardine perderam para a modesta seleção de Cabo Verde, por 2X1, de virada, em Belgrado, na Sérvia, no primeiro amistoso preparatório para os Jogos Olímpicos.

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 05/06/2021 às 17:27
Notícia
RICARDO NOGUEIRA/CBF
FRACASSO Seleção brasileira olímpica, com vários bons jogadores, perdeu para Cabo Verde ontem - FOTO: RICARDO NOGUEIRA/CBF
Leitura:

ESTADÃO CONTEÚDO

A seleção olímpica do Brasil iniciou sua caminhada rumo a Tóquio com um vexame. Os famosos e milionários jogadores do técnico André Jardine perderam para a modesta seleção de Cabo Verde, por 2X1, de virada, em Belgrado, na Sérvia, no primeiro amistoso preparatório para os Jogos Olímpicos.

Diante de um bloqueio composto por duas barreiras, uma com cinco e outra com quatro jogadores, a seleção brasileira, apesar de não imprimir um forte ritmo, conseguiu encontrar espaços para criar oportunidades, principalmente pela direita com Antony.

O ex-jogador do São Paulo fez bom cruzamento para Gerson, que quase fez de cabeça, e ainda finalizou com perigo para boa defesa do goleiro Vozinha. Tudo isso antes dos dez minutos de partida. Ele teve outra boa oportunidade de cabeça, mas errou o alvo.

Com o passar do tempo, a seleção de Cabo Verde se tranquilizou e conseguiu ajustar a marcação, dificultando o trabalho brasileiro, que passou a arriscar de longe, como fez Guilherme Arana, aos 22 minutos. Em rara jogada dentro da área, Rodrygo quase abriu o placar, aos 37.

Mas um minuto mais tarde, o árbitro deu mão na bola de Roberto Lopes dentro da área. Pênalti, que Pedro bateu com categoria: 1X0, aos 38 minutos. Parecia que o Brasil iria deslanchar no placar, mas, aos 46, na única escapada de Cabo Verde na primeira etapa, Lisandro Semedo recebeu livre na área e empatou.

Brasil vence Equador e mantém 100% de aproveitamento nas Eliminatórias da Copa do Mundo

Tite se esquiva e diz que está trabalhando normalmente: 'Em paz comigo mesmo'

No segundo tempo a produção brasileira caiu muito, a ponto de Cabo Verde se aproximar da área do goleiro Cleiton. Em 20 minutos, o lance mais perigoso foi uma finalização de Claudinho de bem longe.

Malcom e Gabriel Martinelli entraram e pouco fizeram. Mas o pior estava reservado. Aos 38 minutos, a zaga errou na saída de bola, Willy Semedo roubou a bola e acertou uma bomba sem defesa para Cleiton.

Daí até o final o que se viu foi um time milionário e desesperado para obter pelo menos um empate diante de um rival modesto. A 48 dias do início dos Jogos de Tóquio, o time de Jardine precisa melhorar bastante para defender o ouro conquistado no Rio em 2016.

Em Tóquio, o Brasil está no Grupo D e estreia dia 22 de julho, contra a Alemanha, no estádio de Yokohama. No dia 25, a seleção jogará contra a Costa do Marfim, novamente em Yokohama, e depois terminará a primeira fase contra a Arábia Saudita, em Saitama.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 1X2 CABO VERDE

BRASIL - Cleiton; Gabriel Menino, Nino, Gabriel Magalhães e Guilherme Arana; Gerson (Matheus Henrique), Bruno Guimarães e Claudinho (Reinier); Antony (Malcom), Rodrygo (Gabriel Martinelli) e Pedro (Evanilson). Técnico: André Jardine.

CABO VERDE - Vozinha; Furtado (Diney Borges), Steven Pereira, Roberto Lopes e Stopira; Kenny Rocha (Telmo Arcanjo), Dylan Tavares (Rely Cabral), Cuca e Vasco Lopes (Willy Semedo); Lisandro Semedo (Nuno Borges) e Vagner (Gilson Tavares). Técnico: Pedro Bubista.

GOLS - Pedro aos 38 e Lisandro Semedo aos 46 minutos do primeiro tempo. Willy Semedo aos 38 do segundo.

 

Comentários

Últimas notícias