CBF

Evandro Carvalho evita se pronunciar sobre afastamento de Caboclo da CBF

Presidente da FPF, Evandro Carvalho só se pronunciará sobre o afastamento de Rogério Caboclo da CBF após conferir o processo na sede da entidade

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 07/06/2021 às 12:01
Notícia
LEO MOTTA/ACERVO JC IMAGEM
Evandro saiu em defesa de Rogério Caboclo - FOTO: LEO MOTTA/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Após ter saído em defesa ao presidente afastado da CBF, Rogério Caboclo, o presidente da FPF, Evandro Carvalho, disse que não se pronunciaria sobre o processo de afastamento do dirigente sem antes conferí-lo na sede da entidade, no Rio de Janeiro, nesta terça-feira (8). Em contato com a reportagem do Jornal do Commercio e Blog do Torcedor, na manhã desta segunda-feira (7), Evandro afirmou que a Federação Pernambucana de Futebol, em acordo com outras federações, não falaria sobre o caso até ficarem a par do processo.

"Só amanhã (terça) quando eu estiver lá e tomar ciência do processo. Nós combinamos de ninguém dar declaração até que a gente se situe no processo", disse o presidente da FPF.

No último domingo (6), o então presidente da CBF Rogério Cabloco foi afastado do cargo pelo Conselho de Ética da entidade por 30 dias, após denúncia feita por uma funcionária envolvendo caso de assédio moral e sexual em ambiente de trabalho. Ainda neste domingo, o programa Fantástico veiculou uma reportagem divulgando áudios da suposta vítima que comprovaria o assédio cometido por Caboclo e que foram peças-chaves para a queda do dirigente.

O presidente afastado teria deixado a funcionária constrangida a manter diálogos de cunho sexual e perguntando se a mesma se masturba. A reportagem também divulgou que, em outra ocasião, a funcionária havia sido chamada na sala do presidente que, alcoolizado, teria chamado-a de "cadelinha" após oferecer um biscoito de cachorro para a vítima em seguida.

Antes do afastamento de Caboclo, Evandro Carvalho havia saído em defesa do então presidente da entidade, descredibilizando a denúncia feita pela funcionária. "Não acredito nisso, não, acho ridículo, ainda mais se tratando de Rogério... Até porque isso tudo (acusação de assédio) é conversa mole. Isso é besteira, balela. Qualquer estudante de direito derruba isso em meia hora", disse Evandro ao GloboEsporte no último domingo (6).

Evandro seguiu em defesa

Ao ser perguntado pela reportagem do Jornal do Commercio e Blog do Torcedor qual era a sua opinião sobre o tema, Evandro Carvalho se manteve em defesa a Rogério Caboclo. Segundo o presidente da FPF, o presidente afastado da CBF é "um homem de caráter".

"É um excelente presidente, sempre foi respeitoso com todo mundo. Michelle (Ramalho) é a prova disso… É uma mulher, presidente de federação que sempre viajou com ele. (Caboclo) é uma pessoa muito séria. E a opinião que eu tenho formada é essa: um homem direito, de caráter, muito sério", pontuou Evandro.

Comentários

Últimas notícias