COPA AMÉRICA

Suárez e Cavani encabeçam lista de convocados do Uruguai para a Copa América

O tão aguardado retorno de Cavani, segundo maior artilheiro da história de Celeste (com 51 gols), atrás de Suárez (63), é acompanhado pelas voltas de Giorgian de Arrascaeta e Maxi Gómez.

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 11/06/2021 às 11:32
Notícia
Raul MARTINEZ / AFP
Suárez é o maior artilheiro do Uruguai - FOTO: Raul MARTINEZ / AFP
Leitura:

AFP

Os letais atacantes Luis Suárez e Edinson Cavani, que retorna à seleção uruguaia depois de perder a última rodada duplo das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 por suspensão, lideram a lista dos convocados da 'Celeste' para a Copa América Brasil-2021.

O técnico Oscar Tabárez anunciou nesta quinta-feira os 26 jogadores escolhidos para viajar ao Brasil, entre os quais poucas são as mudanças em relação aos que foram chamados citadas nos últimos dois jogos da seletiva sul-americana para o Catar-2022.

O tão aguardado retorno de Cavani, segundo maior artilheiro da história de Celeste (com 51 gols), atrás de Suárez (63), é acompanhado pelas voltas de Giorgian de Arrascaeta e Maxi Gómez. Os dois atacantes foram excluídos da rodada dupla das Eliminatórias por terem testado positivo para covid-19.

A Celeste recupera assim sua zona ofensiva, que foi a mais afetada pelos desfalques. Esses retornos deixaram de fora Juan Ignacio Ramírez, atacante do Liverpool de Montevidéu que havia sido convocado para as Eliminatórias no último minuto para compensar as ausências no ataque.

Do total de convocados, seis integraram o elenco que conquistou a última Copa América pelo Uruguai, há uma década, na Argentina.

São eles: Cavani, Suárez, Diego Godín, Martín Cáceres, Sebastián Coates e o goleiro Fernando Muslera, que com 17 jogos - das Copas América da Argentina-2011, Chile-2015, Estados Unidos-2016 e Brasil-2019 - é o jogador do atual elenco que mais vezes jogou no torneio continental.

HISTÓRIA

A seleção do Uruguai viaja a Brasília na próxima quarta-feira, dois dias antes da estreia contra a Argentina, na sexta-feira, 18 de junho, pelo Grupo B, que também conta com Chile, Bolívia e Paraguai.

A Celeste decidiu se instalar no país-sede e não fazer uso da permissão da Conmebol em que todas as seleções podem, se quiserem, permanecer em seus territórios em decorrência da pandemia.

Os uruguaios vão chegar prontos para reverter a pálida imagem deixada na última rodada dupla, em que não conseguiram vencer e nem sequer marcar gols. Empataram em 0 a 0 com o Paraguai e visitaram uma Venezuela com o time desfigurado e também ficaram no empate sem gols em Caracas, mostrando apatia e despertando preocupações.

"Vamos tentar, em um campeonato de grande tradição para o Uruguai, corresponder às expectativas", disse Tabárez.

CONVOCADOS

Goleiros:Fernando Muslera (Galatasaray, TUR), Martín Campaña (Al Batin, KSA), Sergio Rochet (Nacional).

Defensores: Diego Godín (Cagliari, ITA), José María Giménez (Atlético de Madrid, ESP), Sebastián Coates (Sporting, POR), Ronald Araújo (Barcelona, ESP), Martín Cáceres (Fiorentina, ITA),Matías Viña (Palmeiras, BRA), Giovanni González (Peñarol), Camilo Cándido (Nacional).

Meias: Lucas Torreira (Atlético de Madrid, ESP), Rodrigo Bentancur (Juventus, ITA), Matías Vecino (Inter de Milão, ITA), Federico Valverde (Real Madrid, ESP), Fernando Gorriarán (Santos Laguna, MEX), Nahitan Nández (Cagliari, ITA), Nicolás De la Cruz (River Plate, ARG)

Atacantes: Brian Rodríguez (Almería, ESP), Jonathan Rodríguez (Cruz Azul, MEX), Arrascaeta (Flamengo, BRA), Luis Suárez (Atlético de Madrid, ESP), Edinson Cavani (manchester United, ING), Maximiliano Gómez (Valencia, ESP)Facundo Torres (Peñarol) e Brian Ocampo (Nacional).

Comentários

Últimas notícias