OLIMPÍADA

Parabéns a Mayra e Rebeca, duas guerreiras, como muitas outras brasileiras!

Dia foi de emoções fortes com a torcida pela judoca Mayra Aguiar e a judoca Rebeca Andrade

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 29/07/2021 às 13:28
Artigo
AFP
Rebeca Andrade foi prata no individual geral da ginástica artística na Olimíada de Tóquio 2020 - FOTO: AFP
Leitura:

Se o dia anterior tinha sido sem medalhas para o Brasil, a quinta-feira (29) foi reservada de emoções. E para quem tem coração forte. Durante a madrugada e o começo da manhã, foi Mayra Aguiar que concentrou os pensamentos positivos.

Veja lista atualizada dos brasileiros que ganharam medalha nas Olimpíadas de Tóquio 2020

Horários Olimpíadas 2020: veja as partidas e disputas desta quinta (29)

Com uma superação impressionante, visto que vinha de uma grave lesão, a judoca faturou o bronze. E caiu em lágrimas lembrando da sua trajetória nesse ciclo olímpico. E olhe que ela já tinha conquistado o bronze duas vezes, em Londres-2012 e Rio-2016. Mayra é a primeira brasileira a conquistar três medalhas olímpicas.

Redes sociais potencializam polêmicas entre brasileiros sobre Jogos Olímpicos de Tóquio; entenda

E as emoções seguiram na ginástica, que roubou a cena durante a manhã. A torcida era grande por Rebeca Andrade. No salto, barras assimétricas, trave e solo. Nessa última apresentação, apesar de dois erros, garantiu a prata. Medalha história, a primeira da ginástica brasileira no feminino na saga olímpica. E nos Jogos da inclusão, uma vitória de uma brasileira de trajetória humilde tem muita simbologia. 

Um resultado que eleva também o Brasil ainda mais na modalidade e representa toda uma geração que colocou a ginástica brasileira feminina entre as melhores, como Daiane dos Santos, Daniele Hypolito, entre outras. Parabéns a Mayra e Rebeca, duas guerreiras, como muitas outras brasileiras!

BRONZE DE MAYRA

A judoca Mayra Aguiar estrou para a história. A brasileira faturou a medalha de bronze, na manhã desta quinta-feira, nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A terceira seguida dela nas Olimpíadas. Ela derrotou a sul-coreana Yoon Hyunji, na categoria de 78 kg para mulheres no judô, com um ippon. Assim, com a terceira medalha olímpica, ela se tornou a única mulher do país a conseguir o feito em um esporte individual. Além disso, a única judoca do Brasil, contando com os homens, que atingiu a marca.

Bronze em Londres-2012 e Rio-2016, Mayra caiu no choro após a conquista de mais um bronze olímpico. "Estou bem emocionada Acho que é a conquista mais importante pra mim", resumiu.

PRATA DE REBECA

Com grandes expectativas na ginastica artística feminina, Rebeca Andrade brilhou mais uma vez na final individual geral e conquistou a medalha de prata para o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Foi a primeira medalha brasileira na modalidade nesta Olimpíada. A ginasta também se tornou a primeira brasileira da história, na categoria feminina, a ser medalhista olímpica.

Rebeca ainda pode faturar outras medalhas na ginástica. No próximo domingo (1º), a ginasta irá disputar a final do salto, enquanto que na segunda-feira (2), ela irá estar na final do solo.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Time Brasil (@timebrasil)

Comentários

Últimas notícias