NOES

Hamilton joga culpa de acidente em Verstappen, que rebate: 'Fui tirado da pista'

A corrida estava na volta 26 quando o acidente aconteceu

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 12/09/2021 às 15:21
Notícia
ANDREJ ISAKOVIC / AFP
A roda de trás da Red Bull passou por cima do pneu da Mercedes, lançando o carro sob a cabeça de Hamilton. - FOTO: ANDREJ ISAKOVIC / AFP
Leitura:
A rivalidade entre Lewis Hamilton e Max Verstappen, acirrada após o GP da Inglaterra, há mais de um mês, ganhou novo e quente capítulo neste domingo, com batida e abandono de ambos na variante del Rettifilo, logo após a reta dos boxes do GP da Itália, em Monza. O carro da Red Bull terminou em cima da Mercedes e ambos trocaram acusações, jogando a culpa um no outro.
A corrida estava na volta 26, quando o inglês saiu do pit stop e colocou o carro entre o líder Daniel Ricciardo e Verstappen. O holandês vinha rápido e ambos ficaram espremidos na curva. A roda de trás da Red Bull passou por cima do pneu da Mercedes, lançando o carro sob a cabeça de Hamilton. Ambos pararam na brita e fim de prova. O holandês saiu logo do local do acidente, caminhando rapidamente, enquanto o inglês ainda tentava dar ré para voltar a prova.
Fora da corrida, ambos se defenderam jogando a culpa no rival. Hamilton garantiu que Verstappen sabia que não havia espaço e forçou a ultrapassagem, enquanto o holandês dizia ter sido jogado fora da pista. A favor do inglês, a tirada do pé na primeira volta, quando também ficaram espremidos e o piloto da Mercedes acabou deixando o rival seguir em frente.
Antes de dar sua versão do acidente, Hamilton reclamou de ainda estar com o pescoço rígido após "leve pancada" da cabeça. "Estávamos obviamente à frente, paramos um pouco devagar, saímos freando na curva 1, certifiquei-me de deixar a largura de um carro do lado de fora e estava na frente indo para a curva, e a próxima coisa que eu sei é que Max ultrapassou a segunda lombada ou algo parecido. Ele obviamente sabia que não faria a curva e bateu em mim", afirmou Hamilton. "A próxima coisa que aconteceu foi ele parar em cima de mim. Lamentável, vamos falar com os administradores depois disso, tenho certeza."
O inglês aproveitou para revelar como deve ser o possível protesto de Mercedes ao utilizar a situação da largada. "É exatamente o mesmo cenário que aconteceu na curva 4, onde dei a volta por fora, estava na mesma posição, mas cedi. E isso é corrida", exemplificou. "Ele simplesmente não queria ceder hoje e sabia o que aconteceria quando estivesse indo para a curva 2", seguiu. "Ele sabia que estava passando por cima da lombada, mas mesmo assim fez isso. Eu realmente não sei o que dizer mais."
O contragolpe de Verstappen foi imediato. O líder do Mundial de Pilotos já havia reclamado de dentro do carro que "isso é o que acontece quando não dão espaço." no GP da Inglaterra ele acabou fora da disputa após ser jogado para fora da pista por Hamilton. E acusa o inglês de repetir a manobra.
"Nós vimos que ia ser apertada na curva 1 e Lewis também percebeu. Então, depois da linha branca, ele se moveu para a esquerda durante a frenagem", acusou Verstappen. "Por isso tive que passar para o lado verde junto à pista. Mas, mesmo assim, pensei que teríamos uma boa luta da curva 1 até a curva 2", acrescentou. "Mas assim que cheguei ao lado dele, ele continuou me apertando cada vez mais para a esquerda. Ainda pensei que só teríamos espaço suficiente para entrar na curva 2, mas, infelizmente, ele me tirou da pista, então cortei a lombada e foi por isso que nos tocamos."
Verstappen promete conversar com o inglês. Porém, não quis fazê-lo ao descer do carro ou na chegada aos boxes. "Naquele momento quente, é melhor apenas ir embora e esperar todos se acalmarem. Tenho certeza que conversaremos sobre isso."
A colisão fechou um dia repleto de coisas negativas da Red Bull, na visão de Verstappen. "Hoje muitas coisas deram errado", reconheceu. "A largada deu errado, a estratégia deu errado, o pit stop deu errado... Então, temos muitas coisas para analisar. Acho que, no geral, sempre fomos muito fortes em muitas coisas, mas hoje tivemos algumas fraquezas que tentaremos analisar e fazer melhor."
 

Últimas notícias