Campeonato Pernambucano

Meia fala sobre sequência no Náutico e vê rival com favoritismo no clássico

Jorge Henrique vem em uma boa fase e, para o Clássico das Emoções, vê o Santa Cruz em melhores condições que o Alvirrubro

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 29/07/2020 às 7:28
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Jorge Henrique vem vivendo um bom momento no Náutico desde que o futebol foi retomado - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Desde que retornou ao Náutico, o meia-atacante Jorge Henrique enfrentou várias dificuldades por conta de lesões, que atrapalharam uma sequência maior de jogos, inclusive iniciando as partidas. Mesmo sem ter condições de jogar em alta intensidade nos 90 minutos, ele vem sendo uma peça importante para o Timbu nesta retomada após quatro meses sem futebol. O experiente atleta participou diretamente em quatro dos cinco gols marcados pela equipe nos três jogos disputados e deve ir para a segunda partida consecutiva como titular.

“A minha volta não foi como eu esperava, até pela sequência que eu não tive por causa de contusões e acabei tendo uma lesão muito grave (no tendão de Aquiles). Mas eu sempre procurei ajudar fora e dentro de campo. Quando eu não estava jogando e estava machucado, procurava ajudar, orientar os meninos fora de campo. E hoje estou tendo a oportunidade novamente de começar como titular, de ter uma sequência”, comentou Jorge Henrique.

 

Outro ponto é que o atleta tem um histórico de gols quando encara o rival desta quarta-feira. Nesta volta ao Náutico, nas quatro vezes que entrou em campo contra o Santa Cruz, marcou dois gols. Em 2004, na final do Campeonato Pernambucano daquele ano, foi um dos autores dos gols do 3x0 no Arruda, que sacramentou o título alvirrubro naquela temporada. Números que animam o jogador de 38 anos.

“No clássico eu quase sempre fiz gols e espero amanhã ter a oportunidade de repetir novamente, diante de uma grande equipe que é o Santa Cruz. Tenho certeza que vai ser um jogo difícil, até pelo momento que eles estão vivendo na competição. Foram líderes até agora e espero que amanhã a gente possa sair bem e com uma vitória”, acrescentou.

Jorge Henrique tem ressaltado também a dificuldade que o Náutico terá no duelo, levando em conta o momento das duas equipes. Enquanto o Timbu garantiu a vaga no mata-mata apenas na última rodada da primeira fase, o rival já estava classificado na liderança do Estadual, com relativa folga. Por isso, na visão do meia-atacante, o Tricolor tem um pouco mais de favoritismo.

“O Santa se classificou com mais pontos do que os outros, o Náutico acabou classificando na última rodada. A gente vem em uma crescente a cada jogo. Então tenho certeza que o Santa vem um pouquinho na frente, mas em clássico tudo pode acontecer. E tenho certeza que nós estamos preparado para fazer uma grande partida e conseguir uma vitória, para nos levar à grande final”, concluiu.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias