Duelo complicado

Náutico tenta ajustar defesa para desbancar líder Cuiabá pela Série B

Timbu vai para o duelo desfalcado do meia Jean Carlos e busca maior equilíbrio defensivo para sofrer menos gols na competição

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 28/09/2020 às 21:51
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Náutico terá, até então, o seu maior desafio nesta Série B - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

O Náutico tem, nesta terça-feira (29), o seu maior desafio nesta Série B. Diante do Cuiabá, pela 12ª rodada do campeonato, na Arena Pantanal, às 22h30, o Timbu se põe à prova contra o líder da Segundona. Sem o meia Jean Carlos, suspenso pelo terceiro amarelo, a maior probabilidade é da mudança do esquema tático, saindo do 4-4-2 para o 4-3-3. Porém, a maior preocupação é acertar, de vez, o ajuste defensivo para tomar menos gols.

No ataque, Dadá Belmonte deve assumir a vaga de Jean Carlos, sendo deslocado para a esquerda, enquanto Jorge Henrique joga na armação, centralizado. Quem também está apto para o duelo é o meia Ruy, regularizado ontem. Por ter atuado apenas seis vezes neste ano, sendo a última delas no dia 15 de agosto, dificilmente terá condições de disputar os 90 minutos. Assim, deve começar no banco.

Na defesa, o Timbu mira diminuir o número de tentos sofridos. Na Série B, o Náutico só não foi vazado em três duelos, e apenas uma delas foi sob o comando de Gilson Kleina. Desde então, tomou oito gols em seis rodadas. Parte deles vem de falhas individuais que acabam convertidas pelo adversário. Porém, agora que o Náutico consegue manter uma repetição com os mesmos jogadores no setor, a tendência, na visão do elenco, é que esses ajustes passem a acontecer com mais facilidade.

“Eu acho que é o desejo de todo e qualquer treinador ter uma equipe definida e precisar mexer em poucas peças. A equipe vem se repetindo na maioria dos jogos. Isso deixa a gente feliz. Estamos a cada dia diminuindo o número de gols para que possamos fazê-los e conquistar os resultados positivos. Hoje, o nosso momento é mais de correção. Estamos trabalhando bem, fazendo poucas defesas nos jogos, pois o nosso sistema defensivo - não só a linha de quatro, mas os volantes também - está muito bem encaixado. Começar a marcação desde o ataque é muito importante. Vamos fazer esses ajustes, o professor está passando essas correções para que venhamos a sofrer o mínimo de gols e sair com o resultado positivo dentro de campo”, analisou o goleiro Jefferson.

PODCAST

Veja mais sobre o Náutico e a disputa na Série B do Campeonato Brasileiro no podcast na Cara do Gol. O novo episódio tem a apresentação de Alexandre Costa e as participações de João Victor Amorim, Lilian Fonsêca e Marcos Leandro. Ouça mais programas no site da Rádio Jornal.

Cuiabá

O líder da Segundona deve repetir a escalação que encarou o Operário-PR na última rodada e empatou em 1x1. Com dois jogos seguidos em casa, o Cuiabá mira conquistar os seis pontos nestes duelos e se consolidar como líder.

Ficha do jogo

Cuiabá

João Carlos; Lucas Ramon, Everton Sena, Ednei e Hayner; Matheus Barbosa, Rafael Gava e Élvis; Felipe Ferreira, Maxwell e Jenison. Técnico: Marcelo Chamusca.

Náutico

Jefferson; Hereda, Rafael Ribeiro, Fernando Lombardi e Wilian Simões; Rhaldney, Jhonnatan e Jorge Henrique; Erick, Dadá Belmonte e Paiva. Técnico: Gilson Kleina.

Local: Arena Pantanal, em Cuiabá, no Mato Grosso. Horário: 22h30. Árbitro: Charly Wendy Straub Deretti (SC). Assistentes: Éder Alexandre e Clair Dapper (ambos SC).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias