SÉRIE B

Náutico encara Ponte Preta na pressão do Z-4

O Timbu recebe a Macaca, às 20h, nos Aflitos, precisando da vitória para se afastar da zona do rebaixamento.

JC
JC
Publicado em 12/10/2020 às 8:15
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Jorge Henrique vem vivendo um bom momento no Náutico desde que o futebol foi retomado - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Sem vencer há cinco jogos e a apenas um ponto da zona de rebaixamento, o Náutico mais do que nunca precisa vencer o jogo desta segunda (12) diante da Ponte Preta, às 20h, nos Aflitos, pela 16ª rodada da Série B, para interromper a queda na tabela de classificação e voltar para o caminho de subida rumo ao G-4 da competição. Na 14ª colocação com 15 pontos, o Timbu vai receber uma Macaca difícil de encarar em 4ª lugar com 24 pontos.

O técnico Gilson Kleina admitiu o momento delicado que a equipe vem passando nas últimas rodadas e pediu apoio para que ela consiga sair desta situação. "Temos que pedir para o torcedor nos apoiar neste momento que é difícil, mas que precisamos mostrar a nossa grandeza também. Temos que fazer uma reflexão e ver o que a gente quer neste campeonato. Fazer do jogo contra a Ponte Preta um jogo de inteligência em que nós temos que voltar a ter a nossa condição de jogo. Se impor e ter a sabedoria de manter o equilíbrio que o jogo pede", afirmou o treinador.

Para o jogo diante da Ponte Preta, Kleina vai contar com dois retornos interessantes: o volante Rhaldney e o atacante Jorge Henrique. Ambos testaram positivo para a Covid-19 antes do jogo contra o Confiança, no sábado passado, e foram desfalques nas últimas três partidas alvirrubras. Os dois eram titulares antes do diagnóstico positivo para a doença.

"Tem atletas que ficaram no Recife trabalhando e que vamos poder contar. Vamos pensar bem a maneira com que vamos armar essa equipe. Mas aqueles que entrarem vão ter que jogar com inteligência para podermos reagir e voltar a termos as vitórias no campeonato", comentou Kleina.

Vale ressaltar que o volante Jhonnatan, que também teve a Covid-19, também pode ser opção para começar a partida contra a Macaca. Após cumprir isolamento, o atleta foi acionado no segundo tempo da última partida contra o América-MG, sexta-feira, no estádio Independência.

Independentemente da escalação e prováveis retornos ao time, o comandante alvirrubro deixou claro que não quer ver seu time ligando para críticas e sim focado na mudança de comportamento. "não tem agora que acusar ou ver mais problemas do que nós estamos passando. Está todo mundo concentrado e o foco é ganhar o jogo contra a Ponte Preta", finalizou Kleina.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias