Contratações

Durante reformulação, Náutico vai tentando preencher lacunas no elenco

Apesar de ter anunciado, oficialmente, apenas o atacante Vinícius, o meia Marcos Vinícius e o lateral-esquerdo Igor Miranda estão a detalhes de serem oficializados

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 16/10/2020 às 7:42
Notícia

ACERVO JC IMAGEM
Meio-campista Marcos Vinícius foi revelado pelo Náutico em 2012 - FOTO: ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

No processo de reformulação do Náutico iniciado nesta semana, alguns jogadores já saíram ou negociam para deixar o clube, enquanto que outros estão chegando. Até o momento são três reforços confirmados de acordo com apuração da reportagem do Jornal do Commercio e da Rádio Jornal, apesar de apenas um confirmado oficialmente. O atacante Vinícius, já anunciado, o lateral-esquerdo Igor Miranda e o meia Marcos Vinícius. Nomes que chegam para repor algumas lacunas no elenco alvirrubro, apesar de não serem dos setores mais carentes, como a zaga e a cabeça de área.

Vinícius, de 27 anos, estava no Larissa-GRE desde o começo da temporada, onde disputou 14 partidas e não marcou nenhum gol. Inclusive, no começo da temporada, chegou a acertar com o Santa Cruz, mas não foi para o Tricolor por conta da proposta do clube grego. Contratação bastante contestada pelo torcedor, já que o atacante tem poucos gols na carreira. São 269 partidas disputadas e apenas 14 gols marcados, de acordo com o site especializado em estatísticas Ogol. Ele vem de uma passagem ruim no Criciúma, seu último clube no Brasil, mas é conhecido do técnico Gilson Kleina, que confia no jogador. Vinícius é ponta-esquerda e é participativo na construção das jogadas, o que pode auxiliar no estilo de jogo de passes curtos e posse de bola no Timbu.

Igor Miranda vem do Londrina, mas sofreu com constantes lesões ao longo dos quatro anos em que defendeu o clube paranaense. Disputou, de lá para cá, apenas 25 jogos. Passou por duas cirurgias no joelho e, quando voltava, tinha recorrentes lesões musculares pela readaptação ao ritmo de jogo. Contratação para a vaga de Erick Daltro, que foi emprestado para o Guarani até o fim da Série B.

O último é o meia Marcos Vinícius, cria da base alvirrubra e que está livre no mercado desde que encerrou seu contrato com o Botafogo. Tendo disputado apenas uma partida no ano, o atleta cuida da sua parte física no CT do Timbu e agradou à comissão técnica. O grande entrave para o acerto se dava pelo nível salarial do jogador, mas que chegou a um denominador comum com a direção. Armador, com bom chute e drible, pode ajudar a elevar o nível do ataque do Náutico, que está devendo nesta temporada.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias