Fora dos planos

Meia paraguaio Júnior Brítez rescinde contrato e deixa o Náutico

Jogador não fazia parte dos planos do Alvirrubro para o restante da temporada e preferiu deixar o clube

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 02/12/2020 às 20:21
Notícia

CAIO FALCÃO/NÁUTICO
Paraguaio só atuou em cinco partidas com a camisa do Timbu. - FOTO: CAIO FALCÃO/NÁUTICO
Leitura:

O Náutico rescindiu, em comum acordo, o contrato do meia paraguaio Júnior Brítez. Sem espaço no clube, o jogador não fazia parte dos planos do antigo técnico Gilson Kleina e assim seguiu com Hélio dos Anjos. Desta forma, com apenas cinco partidas disputadas com a camisa do Alvirrubro, o atleta retorna ao seu país natal e começa a acertar seu novo rumo, que não deve ser no Brasil. A rescisão já foi publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

Vale ressaltar que Brítez, assim como Paiva e outros paraguaios que vieram para o Náutico são representados pelo empresário Regis Marques Chedid. No caso de todos os atletas, eles vieram em um acordo onde o agente arca com 70% dos salários dos jogadores e o Timbu com os outros 30%. Nisso, caso algum atleta venha a renovar com o clube, o Alvirrubro passa a pagar inteiramente os vencimentos.

De acordo com o empresário, a saída do jogador foi em comum acordo, já que não fazia mais parte dos planos do Náutico. “(Foi em) comum acordo. Inclusive foi uma proposta minha, já que eu pagava 70% do salário e o atleta não estava sendo aproveitado. E zero estresse, tudo (correu) como foi combinado, desde Jimenez até o Paiva, o Náutico sempre cumpriu com tudo”, disse.

Procurado, o Náutico se pronunciou via assessoria de imprensa, ressaltando que a saída foi em comum acordo e que era melhor para Brítez dar prosseguimento na carreira fora do Timbu.

“É um jogador que não estava sendo utilizado e as três partes sentaram para conversar: clube, jogador e empresário. Nisso, chegaram a um acordo de que o melhor era ele deixar o clube e seguir a sua carreira”, se pronunciou o Alvirrubro via assessoria.

No mês de outubro, Júnior Brítez tinha conversas encaminhadas para ir por empréstimo ao Sampaio Corrêa. Entretanto, o acordo acabou não acontecendo e o armador permaneceu no Recife, fora dos planos do Náutico.

Comentários

Últimas notícias