Batalha

Preparado para "guerra" contra Figueirense, Náutico quer manter evolução

Timbu vem de vitória na última rodada e encara os catarinense, que vêm em jejum de oito partidas sem vencer na competição

Klisman Gama
Klisman Gama
Publicado em 04/12/2020 às 8:06
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Kieza falou sobre o Náutico aproveitar o momento desfavorável do Figueirense - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

O espírito de luta, que deve predominar normalmente nas equipes em qualquer situação do futebol, precisa estar ainda mais presente em situações desfavoráveis, como a luta para fugir do rebaixamento. E é isso o que o Náutico tem resgatado nas últimas partidas. O time voltou a vencer após oito partidas sem nenhum triunfo e dá prosseguimento na sequência de jogos contra equipes que também estão na mesma briga que ele. O próximo adversário é o Figueirense, atual 18º colocado, com 22 pontos. Dois atrás do Timbu, 17º, com 24. Internamente, o Alvirrubro se prepara para um confronto que é tratado como uma “guerra”.

 

“(Esperamos) uma guerra. O Figueirense está em uma situação parecida com a nossa, em baixa. Está dois pontos atrás. Se ele vence o jogo, passa da gente. Se vencermos o jogo, dificultamos muito a situação deles e nos aproximamos mais ainda do 16º lugar. Então é uma guerra, assim como todos os jogos vêm sendo. Mas a gente vem guerreando todo jogo e estamos preparados para isso. Fomos nós que nos colocamos nessa situação e temos que sair dela. Então estamos realmente preparados para uma guerra. Mas estamos indo muito confiantes com um espírito que existe dentro do clube para sair dessa situação”, afirmou o vice-presidente de futebol do Náutico, Diógenes Braga, em entrevista à Rádio Jornal.

O Alvinegro catarinense encara uma sequência bem pesada como o Timbu enfrentou. São oito jogos sem vencer e uma troca de técnico, assim como os pernambucanos fizeram. Atualmente, o técnico Jorginho, que tem passagem pelo Náutico, dirige o Figueirense. Com ele, são três empates e uma derrota. Jogos que o time vem mostrando mais disposição, mas falta qualidade técnica, principalmente no ataque, para aproveitar o momento e converter as chances que cria. Com isso, os alvirrubros pretendem explorar essas brechas no adversário, mas sem pensar que terá facilidade para isso.

“A gente sabe que o momento deles não é muito bom, como a gente não vinha num momento bom. E a gente vem evoluindo, melhorando, estamos com um pouco mais de confiança e temos que aproveitar isso da melhor forma possível. Sabemos que vai ser um jogo muito complicado. Tenho visto, particularmente, o jogo do Figueirense contra o Cruzeiro, e foi um jogo muito equilibrado, jogaram muito bem. E desde a chegada do Jorginho eles vêm melhorando. A gente tem que tomar cuidado, mas vamos tentar aproveitar nossa evolução, melhorar nossa parte tática, que a gente vem evoluindo bastante, e se Deus quiser fazer um grande jogo lá para a gente continuar com a nossa boa fase”, afirmou o atacante Kieza.

Comentários

Últimas notícias