CLIMA DE DECISÃO

Em duelo direto contra o Paraná, Camutanga quer Náutico fazendo o dever de casa

Se vencer o Paraná nesta sexta-feira, Náutico tem boas chances de terminar a rodada fora da zona de rebaixamento

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 07/01/2021 às 14:14
Notícia

CAIO FALCÃO/NÁUTICO
Camutanga vem fazendo boa Série B pelo Náutico. - FOTO: CAIO FALCÃO/NÁUTICO
Leitura:

Um jogo com caráter decisivo para o Náutico nesta Série B. Isso porque, o Paraná, adversário do Timbu nesta sexta-feira, também é um time que briga para escapar do rebaixamento. Portanto, é a chance do Timbu, que está em 17º com 35 pontos, vencer e abrir cinco pontos de vantagem para o rival, além de poder sair da Z4 casos ajudem. Por conta disso, o discurso do zagueiro Camutanga é de esquecer a péssima atuação que o time teve diante do Confiança, na pior apresentação da equipe alvirrubra desde que Hélio dos Anjos chegou - embora ele não estivesse no banco, já que está com covid-19 - e fazer valer o mando de campo, conquistando o triunfo em um jogo de seis pontos contra o Paraná, aproveitando a oportunidade que tem de ter boas chances de sair da zona do rebaixamento.

"Temos consciência do jogo ruim que fizemos contra o Confiança. Tínhamos a oportunidade de sair da zona de rebaixamento com um empate e, infelizmente, deixamos escapar. Agora, temos uma nova chance contra um concorrente direto na briga conosco. Estamos dois pontos à frente deles e tenho certeza que será um confronto de seis pontos, pois se vencermos abrimos uma boa distância deles e ainda podemos sair do Z4. Temos de fazer o dever de casa", afirmou o zagueiro.

"Nos últimos jogos nos Aflitos, nós estamos crescendo. Vencendo e não sofrendo gols e espero que possamos fazer uma grande partida, repita o que fizemos contra Chapecoense, Sampaio Corrêa e Cuiabá, que venhamos a nos fortalecer e possamos sair juntos desse Z4, que tem mexido muito com a gente, pois não era para estarmos brigando nessa situação. No início do ano, planejávamos estar brigando por outras coisas. Sonhamos em brigar pelo acesso e estamos passando por esse momento difícil. Por isso, vamos fazer de tudo para nos fortalecer e conquistar os três pontos na sexta", completou.

Nos cinco jogos do Náutico nos Aflitos sob o comando do técnico Hélio dos Anjos, o Alvirrubro ganhou quatro e empatou um, desempenho que rendeu 13 dos 15 pontos possíveis ao time, e que também é responsável pela reação do Timbu sob o comando do treinador. Portanto, o discurso nos Aflitos é de repetir essa força dentro de casa e vencer o Paraná nesta sexta-feira, resultado que pode dar ao Náutico a saída do Z4 caso o Figueirense ou Vitória não vençam. A equipe baiana visita o líder América Mineiro, enquanto o time catarinense recebe o CSA. Ou seja, os rivais do Náutico enfrentam o líder da Série B e o 5º colocado, respectivamente.

"Eu acompanho alguns jogos, até porque temos de estar ligados na tabela para sabermos o que temos de fazer. Precisamos ganhar e depois ver os resultados dos nossos concorrentes diretos. Acredito que a equipe toda está acompanhando. O professor nos passa isso, pois eles também têm jogos difíceis pela frente e já não se encontram mais conosco. Já jogamos contra Vitória e Figueirense e agora o que nos resta é secar, mas primeiro temos que fazer o nosso dever, que é conquistar as vitórias", afirmou Camutanga.

REENCONTRO COM DAL POZZO FOI ADIADO

Quando o técnico Gilmar Dal Pozzo fechou com o Paraná, a expectativa por um reencontro com o Náutico era grande, já que o treinador deixou o Timbu em uma saída conturbada. No entanto, Dal Pozzo pediu demissão do Paraná na última terça-feira, inviabilizando esse reencontro com o Timbu. Sobre o treinador não comandar o time contra o Náutico, o zagueiro Camutanga lamentou isso, mas destacou a importância do Alvirrubro fazer um grande jogo e sair vitorioso.

"Havia essa expectativa para o reencontro com o Dal Pozzo. Conheço bastante o estilo de jogo dele. Já sabíamos como a equipe dele viria armada. Agora é um treinador novo, mas creio que ele não vai mexer muito na equipe, pois é o primeiro jogo dele. Tínhamos a expectativa de reencontrar o Gilmar, mas vamos nos preocupar em fazer um grande jogo e conquistar a vitória. Infelizmente, ele não virá. Teremos pela frente outro treinador, com outra formação e outro estilo de jogo. Temos que estudar o adversário para conseguirmos uma grande vitória", finalizou o zagueiro.

CAIO FALCÃO/NÁUTICO
Camutanga vem fazendo uma boa Série B pelo Náutico. - FOTO:CAIO FALCÃO/NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias