Autoavaliação

No aniversário de 120 anos do Náutico, Edno Melo destaca gestão que resgatou o "orgulho alvirrubro"

Presidente do clube concedeu entrevista à Rádio Jornal

JC
JC
Publicado em 07/04/2021 às 15:23
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Edno Melo, Presidente do Náutico. - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

O presidente do Náutico, Edno Melo, concedeu entrevista ao repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal, e destacou a importância de uma instituição com a grandeza do clube alvirrubro para o estado de Pernambuco. Nesta quarta-feira, 7 de abril, o Timbu comemora 120 anos de história e tradição. De acordo com o mandatário, o trabalho desempenhado por sua gestão desde 2018, quando assumiu o clube após à queda para a Série C, reaproximou o torcedor e trouxe de volta a vontade de torcer pelas cores vermelha e branca.

"O Náutico conseguiu resgatar o orgulho de ser alvirrubro. A gente conseguiu devolver a torcida alvirrubra esse orgulho que estava adormecido. A gente sabe que o Náutico é um clube gigante, que precisava de um sucesso recente para que a torcida sentisse orgulho de novo. Essa gestão colocou o Náutico nos trilhos de novo, mostrou que o clube é muito grande e vem sendo administrado com prudência, segurança, zelo, cuidado, mas sobretudo, com responsabilidade", afirmou.

"A gente está mostrando no dia a dia que o clube vem crescendo, sendo respeitado. Resgatou o respeito dentro e fora do país, seja nas divisões de base, no patrimônio do clube, nas ações do passivo trabalhista que a gente vem diminuindo a cada dia. Então tudo isso nos deixa mais tranquilo em saber que o clube está no caminho certo", acrescentou.

 

De acordo com o presidente, quando chegou ao Náutico, o clube tinha 1.800 sócios adimplentes. Agora, entrando no seu quarto ano de gestão após ser sido reeleito em 2019, o quadro se aproxima dos 10 mil associados de forma regular. Por isso, Edno voltou a destacar que seu presente ao Timbu pelo aniversário de 120 anos será a continuidade do trabalho 'prudente' que vem sendo realizado no alvirrubro da Rosa e Silva.

"Mostrar que o clube precisa desse cuidado, desse zelo. Chega de gestão temerária, de fazer tudo por um título. O título tem que ser sempre a consequência de um trabalho bem feito. Isso a torcida já viu, já mostrou que quer esse tipo de administração para o clube não só no presente, mas também no futuro. A longevidade do clube depende disso. A gente mostrou que com prudência, a gente consegue obter os objetivos e cuidar da parte social do clube também", finalizou.

 

 

 

Comentários

Últimas notícias