SATISFEITO

Itamar Schulle comemora rendimento de elenco do Santa Cruz no início da inter-temporada

Treinador coral está satisfeito com o aproveitamento e profissionalismo dos jogadores tricolores nos primeiros dias de treinamentos no clube

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 28/06/2020 às 17:54
Notícia
Rafael Melo/ Santa Cruz
Itamar Schulle começou a realizar treino técnico com todo o elenco à disposição - FOTO: Rafael Melo/ Santa Cruz
Leitura:

Pelo segundo dia consecutivo, o técnico Itamar Schulle comandou um treinamento com a presença de todo o elenco do Santa Cruz. Desde o início da inter-temporada, os jogadores tricolores estavam divididos em três grupos e fizeram trabalhos dando ênfase mais à parte física, mesmo em algumas movimentações intercalando com alguns treinos técnicos com bola, em campo reduzido. O último atleta que resta se reapresentar é o centroavante Victor Rangel, que acertou a renovação com a Cobra Coral até o término da Série C e é aguardado no Arruda nesta segunda-feira (29) para realizar a testagem da covid-19 e, após o resultado, iniciar os treinamentos no clube para recuperar o condicionamento físico.

"Tivemos uma semana de trabalho. Conseguimos trabalhar bem a parte física e a técnica. Todos os atletas trabalhando bem, tomando todo o cuidado e de forma progressiva para nos preparamos da melhor forma possível no reinício das competições. A entrega foi muito boa do grupo, todos treinando com muita intensidade, mostrando que é um elenco com bons profissionais. Estou feliz pelo crescimento que tivemos... E, na próxima semana (nessa), os trabalhos já estão programados para darmos continuidade com mais uma semana produtiva, assim como já tivemos", ressaltou Itamar Schulle, comemorando o rendimento de seus comandados.

Apesar de ter voltado às atividades desde o último dia 15, os jogadores do Santa Cruz ainda não sabem quando poderão matar a saudade de disputar novamente uma partida oficial. "Por um lado é ruim por treinar sem expectativa de quando vamos atuar; mas, por outro, podemos olhar pelo lado positivo e pensar que passamos três meses em casa (em quarentena) e agora é momento de recuperar a forma e entrar na realidade daqui", disse o goleiro Maycon Cleiton, que também festejou poder voltar treinar com todos os companheiros. "Muito importante para que a gente possa sentir essa realidade mais próximo do jogo. É o que vamos encontrar no jogo, esse contato com todo mundo junto... Então, vejo como de extrema importância pra gente (treinar com o elenco completo)", frisou.

A indefinição do retorno das partidas, entretanto, não impede de Itamar Schulle já começar a estudar o próximo adversário do Santa Cruz que a bola poder rolar novamente nos gramados da região Nordeste. "Estamos pegando notícias do River-PI. Sabemos que eles fizeram muitas contratações, que já tem um grupo de 15 a 16 atletas treinando. Os outros dez, que são as contratações que fizeram, devem se apresentar agora (essa semana). É um jogo que vamos encarar uma equipe renovada, que contratou e se preparou forte para a Série D, também mudou de treinador. Essa partida, pra gente, é crucial para buscarmos a classificação na Copa do nordeste. Temos de analisar bem o que fazer e em cada competição, em cada jogo, colocar em campo o que tivermos de melhor", ressaltou o treinador coral.

REPETIÇÃO

Nesse período de inter-temporada, Schulle ganhou dois reforços para o setor ofensivo: o atacante paraguaio Derlis Alegre (jogador de velocidade e que atua mais pela extrema do campo) e o centroavante Adriano Napão (formado nas categorias de base do clube e que retornou de empréstimo do sub-20 do Coritiba). Para o técnico tricolor, o tempo de preparação para retomar o futebol não é suficiente para "experiências" no esquema tático da equipe. "Com essa perspectiva de os campeonatos começarem dentro de uma ou duas semanas, teremos menos de 20 dias de trabalhos. Não tem como mudar o sistema de jogo, por mais que eu queira e até conversei com os atletas, mas não tem como. Não teremos tempo para isso. Pra você mudar preciso de tempo para treinar, repetição do trabalho e não teremos condições pra isso. Foram três meses de paralisação e 20 dias para recomeçar. Lamentamos, mas temos de obedecer o que nos passam. Temos de ter cuidado na preparação da equipe e quanto menos mudarmos melhor vai ser o rendimento da equipe nesse momento de reinício da competição", explicou Itamar.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias