FINAL DO ESTADUAL

Em final dos melhores, Santa Cruz e Salgueiro iniciam disputa por título Pernambucano

Primeiro confronto da decisão Estadual acontece neste domingo (2), às 16h, no estádio Cornélio de Barros, no Sertão do Estado

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 01/08/2020 às 19:48
Notícia

Bobby Fabisak/JC Imagem
Santa Cruz e Salgueiro se encontram pela segunda fez na final do Pernambucano. A primeira foi em 2015 - FOTO: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Uma final por merecimento. Donos das duas melhores campanhas durante todo o Campeonato Pernambucano, Santa Cruz (líder da primeira fase e invicto na competição) e Salgueiro (vice-líder) reeditam à final de 2015 em busca do título Estadual. Apesar de disputarem o mesmo troféu, as duas equipes têm significados distintos nesta busca. Se a Cobra Coral mira o simbólico trigésimo título do Estado, o Carcará quer o seu inédito título Pernambucano, que seria o primeiro de um clube do interior. Assim como ocorreu há cinco anos, o primeiro confronto entre as duas equipes ocorre no Sertão, no estádio Cornélio de Barros, neste domingo (2), às 16h. O duelo de volta acontece na quarta-feira, às 21h30, no estádio do Arruda.

Apesar de ser um confronto entre um clube da capital e outro do interior, o técnico Itamar Schulle descartou qualquer tipo de favoritismo por parte do Tricolor. "Vejo que em todo jogo a responsabilidade é notória e grande, não importa quem está do outro lado. Vamos respeitar sempre. O Santa Cruz não tem mais responsabilidade de ser campeão porque vai jogar contra um time do interior. Temos sempre de ter e procurar fazer um bom trabalho, buscando evoluir. Respeitar o outro lado, mas fazer a nossa parte. Entrar com atenção para que possamos colher frutos... É assim que estamos trabalhando e conseguindo os resultados", apontou o treinador.

Como ocorreu ao longo da temporada, Itamar deve manter a mesma estratégia e repetir a base do time que vem atuando nos últimos jogos. Sem ainda poder contar com o meia Chiquinho, se recuperando de uma lesão grau dois na panturrilha, Schulle deve voltar apostar novamente no paraguaio Derlis Alegre para dar mais velocidade ao ataque do Santa Cruz.

EM BUSCA DO SONHO

Mesmo sendo o mais jovem entre os titulares, o volante André (de apenas 20 anos) já é um dos pilares da equipe coral, conquistando a posição em seu primeiro ano como profissional e já chegando à final de competição. "Estou feliz demais de no meu primeiro ano conseguir disputar uma final com o clube que hoje é o clube do meu coração. Para mim é especial demais. É mais do que uma final qualquer. É uma final com o Santa Cruz, com a chance de ser titular, com a camisa 5 do Santa Cruz, camisa de Zé do Carmo, que foi um ídolo aqui do Santa, um volante espetacular. Feliz demais pelo momento que eu venho passando, tudo o que venho fazendo e recebendo dessa torcida e do clube. É só agradecer e ir o mais preparado para buscar o título, que é o mais importante", disse o prata da casa.

Do outro lado, até mesmo o experiente Pipico não esconde a sua ansiedade para essa final. O centroavante de 35 anos já deixou claro que sonha com um título com a camisa do Santa Cruz e entrar para a história do clube. "Com certeza. Os torcedores sabem que eu almejo muito um título pelo clube para concretizar o que tenho feito nesses anos que passei aqui. Graças a Deus estamos numa final e espero poder, junto com meus companheiros, conseguir o título e concretizar minha história dentro do Santa Cruz", desejou o camisa 9. "Estou tranquilo, confiante... Claro que bate aquela ansiedade de jogar logo a hora do jogo, mas é manter a calma, tranquilidade para ter um bom desempenho em campo e sair com o resultado positivo".

Ficha do jogo

SALGUEIRO

César Tanaka; Sinho, Ranieri, Arthur e Daniel; Bruno Sena, Willian Daltro e Tarcísio; Renato, Ciel e Alisson.
Técnico: Daniel Neri.
Esquema: 4-3-3.

SANTA CRUZ

Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves e Fabiano; André, Paulinho e Didira; Derlis Alegre, Victor Rangel e Pipico.
Técnico: Itamar Schulle.
Esquema: 4-3-3.

Local: estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro (PE).
Horário: 16h.
Árbitro: Rodrigo Pereira.
Assistentes: John Andson e Dhiego Cavalcanti.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias