Carcará

Técnico do Salgueiro fica na bronca com Santa Cruz e arbitragem da final

Salgueiro e Santa Cruz empataram por 1x1 no primeiro jogo da final do Pernambucano no estádio Cornélio de Barros

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 02/08/2020 às 19:31
Notícia

REPRODUÇÃO
Daniel Neri respondeu apenas uma pergunta após o fim do primeiro jogo da final do Pernambucano - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

O técnico Daniel Neri esteve bastante irritado após o empate entre Salgueiro e Santa Cruz, neste domingo, no primeiro jogo da final do Pernambucano. Os alvos dele foram a comissão técnica coral e o trio de arbitragem comandado pelo juiz Rodrigo Pereira e auxiliares John Andson e Dhiego Cavalcanti. O treinador do Carcará não gostou da postura do Tricolor do Arruda de tirar o atacante Victor Rangel pouco antes da bola rolar com a justificativa de contusão e durante o duelo utilizar o jogador. Além disso, criticou algumas marcações do árbitro.

LEIA MAIS

Presidentes de Santa Cruz e Salgueiro avaliam primeiro jogo da final "muito pegado"

> Salgueiro e Santa Cruz ficam no 1×1 na primeira partida da final do Pernambucano

> Antes da final contra Santa Cruz, torcida do Salgueiro realiza carreata na cola da delegação

> Acompanhe a final do Campeonato Pernambucano entre Salgueiro x Santa Cruz

"O jogo foi muito disputado, sempre bonito, porém, disputado e tenso. O que é normal da final. Adrenalina é alta, tensão é alta. Começou logo com uma relação errada do adversário, que mudou, disse que o jogador estava machucado e depois colocou na partida", afirmou o técnico português.

"A gente sabe que não é assim. Além disso, um pênalti que não foi marcado, mas não tem ligação com o adversário. E, sim, a arbitragem. Tem que avaliar a intencionalidade e os erros existem. Também tem alguns amarelos que poderíamos não ter levado. O que não admito é uma má intenção, fazer a coisa premeditada", completou.

A decisão do título do Pernambucano de 2020 vai ser decidida nesta quarta-feira, às 21h30, no Arruda. Quem vencer fica com o troféu. Em caso de novo empate, independente do placar, o título será decidido nos pênaltis. O Santa Cruz busca a 30ª conquista estadual e o Salgueiro a taça inédita para o time do interior do Estado.

RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Tinga entrou no segundo tempo da final do Pernambucano - FOTO:RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Danny Morais apoiou Maycon Cleiton após falha no gol do Salgueiro - FOTO:RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Paraguaio Derlis Alegre entrou novamente como titular no Santa Cruz - FOTO:RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Itamar Schulle, técnico do Santa Cruz - FOTO:RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Zagueiro Danny Morais e lateral-esquerdo Fabiano - FOTO:RAFAEL MELO/SANTA CRUZ
Rafael Melo/Santa Cruz
Danny Morais celebra o gol - FOTO:Rafael Melo/Santa Cruz
Rafael Melo/Santa Cruz
Pipico pouco participou da partida - FOTO:Rafael Melo/Santa Cruz
Rafael Melo/Santa Cruz
Danny Morais sobe para marcar de cabeça o gol de empate do Santa Cruz contra o Salgueiro - FOTO:Rafael Melo/Santa Cruz
Rafael Melo/Santa Cruz
Salgueiro e Santa Cruz perfilados - FOTO:Rafael Melo/Santa Cruz
Rafael Melo/Santa Cruz
Zagueiro Célio, do Santa Cruz - FOTO:Rafael Melo/Santa Cruz
Rafael Melo/Santa Cruz
Volante Paulinho, do Santa Cruz - FOTO:Rafael Melo/Santa Cruz

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias